Presidente angolano conclui visita à Guiné

  • Encontro entre os Presidentes João Lourenço e Alpha Condé
Conakry (Dos enviados especiais) - O Presidente angolano, João Lourenço, concluiu este sábado a sua visita oficial à Guiné, com um encontro com ex-militares guineenses que combateram em Angola.

Durante a visita de dois dias, o Estadista angolano foi condecorado pelo seu homólogo Alpha Condé com a Grã-ordem Nacional da República da Guiné, a mais alta condecoração do país.

Os dois Chefes de Estado tiveram um encontro em privado em que passaram em revista a situação política, de paz e segurança na região Austral e Ocidental de África.

No quadro da visita, os governos de Angola e da Guiné assinaram um Memorando de Entendimento sobre Consultas Políticas, documento que abre caminho para a II sessão da Comissão Mista que deverá acontecer em Novembro, em Conakry.

Na capital guineense, o Presidente João Lourenço agradeceu o apoio prestado pelo povo guineenses durante a luta de libertação nacional de Angola.

Apelou igualmente à liberalização das patentes das vacinas contra o novo coronavírus, a fim de aumentar a sua produção e a redução dos preços.

No rescaldo da visita, o ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, apontou como áreas de cooperação a agricultura, a saúde, as minas e a defesa e segurança.

Relativamente à defesa, o ministro sublinhou o facto de Angola estar a contribuir para a formação de quadros guineenses.

João Lourenço chegou a Conakry na tarde de quinta-feira a convite Alpha Condé, naquela que é a primeira visita de um Presidente angolano à patria de Ahmed Sékou Touré.

As relações de amizade entre Angola e a Guiné datam dos primórdios da luta pela independência de Angola.

Nos últimos anos, os dois países têm enveredado por acções concretas para o seu reforço nos segmentos económico, científico, técnico e cultural.

Durante a visita de dois dias, o Estadista angolano foi condecorado pelo seu homólogo Alpha Condé com a Grã-ordem Nacional da República da Guiné, a mais alta condecoração do país.

Os dois Chefes de Estado tiveram um encontro em privado em que passaram em revista a situação política, de paz e segurança na região Austral e Ocidental de África.

No quadro da visita, os governos de Angola e da Guiné assinaram um Memorando de Entendimento sobre Consultas Políticas, documento que abre caminho para a II sessão da Comissão Mista que deverá acontecer em Novembro, em Conakry.

Na capital guineense, o Presidente João Lourenço agradeceu o apoio prestado pelo povo guineenses durante a luta de libertação nacional de Angola.

Apelou igualmente à liberalização das patentes das vacinas contra o novo coronavírus, a fim de aumentar a sua produção e a redução dos preços.

No rescaldo da visita, o ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, apontou como áreas de cooperação a agricultura, a saúde, as minas e a defesa e segurança.

Relativamente à defesa, o ministro sublinhou o facto de Angola estar a contribuir para a formação de quadros guineenses.

João Lourenço chegou a Conakry na tarde de quinta-feira a convite Alpha Condé, naquela que é a primeira visita de um Presidente angolano à patria de Ahmed Sékou Touré.

As relações de amizade entre Angola e a Guiné datam dos primórdios da luta pela independência de Angola.

Nos últimos anos, os dois países têm enveredado por acções concretas para o seu reforço nos segmentos económico, científico, técnico e cultural.