Presidente angolano desloca-se segunda-feira à Turquia

  • Presidente da República, João Lourenço  (ARQUIVO)
Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, desloca-se segunda-feira (26) à República da Turquia, para uma visita de Estado de dois dias, a convite do Presidente Recep Tayyup Erdogan.

Segundo uma nota proveniente da Secretaria para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa do Presidente da República, o Chefe de Estado angolano, que se fará acompanhar de uma delegação de alto nível, reúne-se terça-feira à tarde com o seu homólogo turco.

Na mesma ocasião, delegações ministeriais dos dois países passarão em revista as questões essenciais da relação entre Angola e a Turquia e na sequência deste acto, serão rubricados vários acordos de cooperação.

Os domínios dos Transportes, referente a ligação aérea entre os dois países, cooperação militar, Comércio, Economia, Recursos Minerais, bem como aspectos consulares e diplomáticos, designadamente a eliminação de vistos em passaportes de serviço, diplomáticos e especiais, estarão no centro das negociações.

Quarta-feira, último dia da visita, o Presidente João Lourenço participará num fórum empresarial com dezenas de homens de negócios turcos, a quem apresentará o potencial económico de Angola e as múltiplas iniciativas tendentes a melhorar progressivamente o ambiente de negócios.

As relações diplomáticas entre Angola e a Turquia datam de 1980 e estão suportadas por acordos de cooperação nos mais diversos domínios, cobrindo sectores como o Comércio, Agricultura, Educação, Cultura, Defesa, Justiça e Desporto.

Em Angola, a Turquia tem investimentos nas províncias de Luanda e Uíge, nas áreas da indústria, comércio, educação e da construção civil.

Há pretensões das duas partes assinarem um acordo para a criação de uma Câmara de Comércio, no âmbito do reforço da cooperação bilateral.

No passado mês de Junho, delegações dos dois países analisaram a cooperação no sector dos transportes, designadamente da aviação civil e das infra-estruturas ferroviárias, abrindo caminho para que empresários turcos possam investir nos subsectores marítimo-portuário e ferroviário.

De acordo com o programado, a companhia aérea da Turquia poderá iniciar, ainda este ano, operações para a capital angolana, Luanda.

Segundo uma nota proveniente da Secretaria para os Assuntos de Comunicação Institucional e Imprensa do Presidente da República, o Chefe de Estado angolano, que se fará acompanhar de uma delegação de alto nível, reúne-se terça-feira à tarde com o seu homólogo turco.

Na mesma ocasião, delegações ministeriais dos dois países passarão em revista as questões essenciais da relação entre Angola e a Turquia e na sequência deste acto, serão rubricados vários acordos de cooperação.

Os domínios dos Transportes, referente a ligação aérea entre os dois países, cooperação militar, Comércio, Economia, Recursos Minerais, bem como aspectos consulares e diplomáticos, designadamente a eliminação de vistos em passaportes de serviço, diplomáticos e especiais, estarão no centro das negociações.

Quarta-feira, último dia da visita, o Presidente João Lourenço participará num fórum empresarial com dezenas de homens de negócios turcos, a quem apresentará o potencial económico de Angola e as múltiplas iniciativas tendentes a melhorar progressivamente o ambiente de negócios.

As relações diplomáticas entre Angola e a Turquia datam de 1980 e estão suportadas por acordos de cooperação nos mais diversos domínios, cobrindo sectores como o Comércio, Agricultura, Educação, Cultura, Defesa, Justiça e Desporto.

Em Angola, a Turquia tem investimentos nas províncias de Luanda e Uíge, nas áreas da indústria, comércio, educação e da construção civil.

Há pretensões das duas partes assinarem um acordo para a criação de uma Câmara de Comércio, no âmbito do reforço da cooperação bilateral.

No passado mês de Junho, delegações dos dois países analisaram a cooperação no sector dos transportes, designadamente da aviação civil e das infra-estruturas ferroviárias, abrindo caminho para que empresários turcos possam investir nos subsectores marítimo-portuário e ferroviário.

De acordo com o programado, a companhia aérea da Turquia poderá iniciar, ainda este ano, operações para a capital angolana, Luanda.