Presidente angolano fala no Conselho de Segurança da ONU

  • Presidente da República, João Lourenço
Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, participa esta quarta-feira, em Nova Iorque (EUA), na reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas dedicada, exclusivamente, à apreciação da situação na República Centro-Africana (RCA).

O estadista angolano é um dos principais intervenientes, na condição de presidente em exercício da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

O Chefe de Estado angolano encontra-se desde terça-feira em Nova Iorque (EUA), onde já se reuniu com o seu Secretário-Geral da ONU, António Guterres.

No mesmo dia, de acordo com fonte da Presidência da República, João Lourenço trabalhou, também, com a embaixadora dos Estados Unidos da América junto da ONU, Linda Thomas Grenfeeld.

Durante a reunião do Conselho de Segurança, o Presidente João Lourenço fará o ponto de situação do que tem estado a ser feito, sob liderança de Angola, no esforço colectivo de procura da paz e segurança na RCA.

Em Janeiro e Abril do corrente ano, realizaram-se, em Luanda, duas mini-cimeiras, por iniciativa da presidência angolana da CIRGL, eventos a que se seguiram três outras reuniões de ministros dos Negócios Estrangeiros de Angola, Rwanda e da RCA, em Maio e Junho, em Bangui (RCA), visando harmonizar ideias e posições para a implementação de um roteiro que conduza à paz.

O estadista angolano é um dos principais intervenientes, na condição de presidente em exercício da Conferência Internacional sobre a Região dos Grandes Lagos (CIRGL).

O Chefe de Estado angolano encontra-se desde terça-feira em Nova Iorque (EUA), onde já se reuniu com o seu Secretário-Geral da ONU, António Guterres.

No mesmo dia, de acordo com fonte da Presidência da República, João Lourenço trabalhou, também, com a embaixadora dos Estados Unidos da América junto da ONU, Linda Thomas Grenfeeld.

Durante a reunião do Conselho de Segurança, o Presidente João Lourenço fará o ponto de situação do que tem estado a ser feito, sob liderança de Angola, no esforço colectivo de procura da paz e segurança na RCA.

Em Janeiro e Abril do corrente ano, realizaram-se, em Luanda, duas mini-cimeiras, por iniciativa da presidência angolana da CIRGL, eventos a que se seguiram três outras reuniões de ministros dos Negócios Estrangeiros de Angola, Rwanda e da RCA, em Maio e Junho, em Bangui (RCA), visando harmonizar ideias e posições para a implementação de um roteiro que conduza à paz.