Uíge: UNITA homenageia membros fundadores do partido

  • Adalberto Costa Júnior  Presidente da UNITA quando discursava no acto central do dia  13 De Marco na província do Uíge
Uíge - Na celebração dos seus 55 anos de existência, neste sábado (13), na província do Uíge, a UNITA rendeu homenagem aos seus fundadores, com destaque para o primeiro presidente, Jonas Malheiro Sidónio Savimbi”.

Orientando pelo seu actual presidente, Adalberto Costa Júnior, o acto serviu igualmente para render homenagem aos feitos dos guerrilheiros, soldados, oficiais, presos políticos, intelectuais e demais patriotas que deram a sua vida pela causa da independência, da liberdade e da soberania dos angolanos.

No evento decorrido sob o lema “55 anos – Firme na mobilização dos Patriotas para alternância do Poder”, o presidente do partido do galo negro disse que o dia 13 de Março, além de marcar o aniversário do partido, revive o espírito de missão dos longo tempo de luta pela nacionalidade angolana e dignidade dos angolanos.

Em função das eleições-gerais, previstas para 2022, aconselhou os militantes, amigos e simpatizantes desta força política a direcionarem a sí e à sua agremiação partidária, os seus votos, visando  a alternância do poder.

Adalberto Costa Júnior, considerou que a força política que dirige vive um melhor momento, para obter um bom resultado nas legislativas e presidenciais de 2022.

"Quem escolhe é o povo. E este deve ser respeitado através da melhoria das suas condições de vida", referiu.

Reiterou que a UNITA mantém a sua aposta no compromisso com o povo, e que essa celebração representa, igualmente, um olhar profundo sobre a história do movimento revolucionário de luta contra a opressão colonial.

O líder partidário considerou importante a preservação do meio ambiente, através do combate ao abate desenfreado de árvores para a exploração de florestas.

Em relação à Covid-19, considerou importante a expansão da vacina contra essa pandemia, em curso no país.

Fundada no dia 13 de Março de 1966 na província do Móxico, a UNITA teve como primeiro líder e fundador, Jonas Savimbi, sucedido na presidência pelo político Isaías Samakuva, que deixou a liderança do partido ao fim de 16 anos.

Actualmente, o "partido dos maninhos" é liderado pelo engenheiro Adalberto Costa Júnior.

 

 

Orientando pelo seu actual presidente, Adalberto Costa Júnior, o acto serviu igualmente para render homenagem aos feitos dos guerrilheiros, soldados, oficiais, presos políticos, intelectuais e demais patriotas que deram a sua vida pela causa da independência, da liberdade e da soberania dos angolanos.

No evento decorrido sob o lema “55 anos – Firme na mobilização dos Patriotas para alternância do Poder”, o presidente do partido do galo negro disse que o dia 13 de Março, além de marcar o aniversário do partido, revive o espírito de missão dos longo tempo de luta pela nacionalidade angolana e dignidade dos angolanos.

Em função das eleições-gerais, previstas para 2022, aconselhou os militantes, amigos e simpatizantes desta força política a direcionarem a sí e à sua agremiação partidária, os seus votos, visando  a alternância do poder.

Adalberto Costa Júnior, considerou que a força política que dirige vive um melhor momento, para obter um bom resultado nas legislativas e presidenciais de 2022.

"Quem escolhe é o povo. E este deve ser respeitado através da melhoria das suas condições de vida", referiu.

Reiterou que a UNITA mantém a sua aposta no compromisso com o povo, e que essa celebração representa, igualmente, um olhar profundo sobre a história do movimento revolucionário de luta contra a opressão colonial.

O líder partidário considerou importante a preservação do meio ambiente, através do combate ao abate desenfreado de árvores para a exploração de florestas.

Em relação à Covid-19, considerou importante a expansão da vacina contra essa pandemia, em curso no país.

Fundada no dia 13 de Março de 1966 na província do Móxico, a UNITA teve como primeiro líder e fundador, Jonas Savimbi, sucedido na presidência pelo político Isaías Samakuva, que deixou a liderança do partido ao fim de 16 anos.

Actualmente, o "partido dos maninhos" é liderado pelo engenheiro Adalberto Costa Júnior.