UNITA apela à adesão massiva ao registo eleitoral

  • Huambo: Secretária provincial da Unita,  Albertina Navita Ngolo
Huambo – A secretária da UNITA na província do Huambo, Navita Ngolo, apelou, esta terça-feira, a participação massiva dos cidadãos no processo de registo eleitoral, para poderem exercer o seu direito de voto nas próximas eleições gerais.

A responsável partidária, que falava em conferência de imprensa sobre a actual situação política, económica e social desta província do Planalto Central de Angola, disse ser importante que os cidadãos com idades iguais ou superior a 18 anos participem activamente no processo.

Disse que o Governo angolano prevê que a actualização do registo eleitoral seja feita em duas fases, sendo que a primeira arranca este mês e termina em Dezembro próximo, ao passo que a segunda inicia em Janeiro e encerra em Março de 2022, com a inclusão dos que se encontram no exterior do país.

Nesta conformidade, Navita Ngolo apelou os órgãos executores deste processo no sentido de criarem todas as condições objectivas e subjectivas, para permitir que todos os cidadãos abrangidos sejam registados, com enfoque para os das zonas de difícil acesso.

Ressaltou que a aquisição do Bilhete de Identidade por parte dos cidadãos representa a porta de entrada para que vários tenham direito ao voto nas próximas eleições gerais.

Na outra parte das suas declarações, a secretária da UNITA reconheceu haver na província do Huambo um cenário político que se apresenta calmo, em termos de convivência pacífica entre as várias forças políticas.

Na província do Huambo, o Gabinete dos Registos e Modernização Administrativa prevê criar perto de 40 balcões de atendimento ao público, para dar resposta ao processo de registo eleitoral, a decorrer de 23 de Setembro a 31 de Março de 2022.

A responsável partidária, que falava em conferência de imprensa sobre a actual situação política, económica e social desta província do Planalto Central de Angola, disse ser importante que os cidadãos com idades iguais ou superior a 18 anos participem activamente no processo.

Disse que o Governo angolano prevê que a actualização do registo eleitoral seja feita em duas fases, sendo que a primeira arranca este mês e termina em Dezembro próximo, ao passo que a segunda inicia em Janeiro e encerra em Março de 2022, com a inclusão dos que se encontram no exterior do país.

Nesta conformidade, Navita Ngolo apelou os órgãos executores deste processo no sentido de criarem todas as condições objectivas e subjectivas, para permitir que todos os cidadãos abrangidos sejam registados, com enfoque para os das zonas de difícil acesso.

Ressaltou que a aquisição do Bilhete de Identidade por parte dos cidadãos representa a porta de entrada para que vários tenham direito ao voto nas próximas eleições gerais.

Na outra parte das suas declarações, a secretária da UNITA reconheceu haver na província do Huambo um cenário político que se apresenta calmo, em termos de convivência pacífica entre as várias forças políticas.

Na província do Huambo, o Gabinete dos Registos e Modernização Administrativa prevê criar perto de 40 balcões de atendimento ao público, para dar resposta ao processo de registo eleitoral, a decorrer de 23 de Setembro a 31 de Março de 2022.