Governador destaca ensinamentos de Ludy Kissassunda

  • Pedro Makita Armando Julia  Governador do Zaire  durante o Acto Provincial Do 8 De Janeiro  Dia Nacional da Cultural
Mbanza Kongo – O governador do Zaire, Pedro Makita Armando Júlia, manifestou, nesta quarta-feira, em Mbanza Kongo, a vontade de continuar a trabalhar para a melhoria das condições de vida da população da região, conforme era desejo do nacionalista Ludy Kissassunda.

O governante expressou tais palavras no Livro de Condolências em homenagem ao também antigo governador do Zaire, Rodrigues João Lopes “Ludy Kissassunda”, falecido a 06 do corrente mês em Portugal, vítima de prolongada doença.

Pedro Makita Armando Júlia escreveu que os conselhos e ensinamentos de Ludy Kissassunda em melhor servir Angola e os angolanos estarão sempre vivos na memória dos habitantes do Zaire.

O malogrado governou a província do Zaire entre 1995 e 2004, tendo Pedro Makita Armando Júlia como seu director do gabinete.

Para o actual governador, o Zaire e a sua população têm a convicção de que vencerão os desafios do desenvolvimento, com os ensinamentos legados pelo nacionalista Ludy Kissassunda.

Por sua vez, o deputado pela bancada parlamentar da Unita, João Garcia Quintas, considerou Ludy Kissassunda uma biblioteca recheada de ensinamentos e experiência governativa, que devem inspirar a nova geração.

O coordenador do núcleo das autoridades tradicionais, Afonso Mendes, recordou que, durante a sua governação, Ludy Kissassunda, sempre se preocupou pelo bem-estar da população da região.

Natural da comuna de Kinzau, município do Tomboco (Zaire), Ludy Kissassunda foi o nono governador da província.

Exerceu igualmente os cargos de Director-geral da Direcção de Informação e Segurança de Angola (DISA) e de comissário provincial de Malanje, este último entre 1980 e 1986.

Assinaram ainda o Livro de Condolências, entre outros, deputados à Assembleia Nacional pelo círculo provincial do Zaire, membros do governo local, representantes do Ministério Público, dos órgãos de defesa, segurança e ordem interna e autoridades tradicionais.

O governante expressou tais palavras no Livro de Condolências em homenagem ao também antigo governador do Zaire, Rodrigues João Lopes “Ludy Kissassunda”, falecido a 06 do corrente mês em Portugal, vítima de prolongada doença.

Pedro Makita Armando Júlia escreveu que os conselhos e ensinamentos de Ludy Kissassunda em melhor servir Angola e os angolanos estarão sempre vivos na memória dos habitantes do Zaire.

O malogrado governou a província do Zaire entre 1995 e 2004, tendo Pedro Makita Armando Júlia como seu director do gabinete.

Para o actual governador, o Zaire e a sua população têm a convicção de que vencerão os desafios do desenvolvimento, com os ensinamentos legados pelo nacionalista Ludy Kissassunda.

Por sua vez, o deputado pela bancada parlamentar da Unita, João Garcia Quintas, considerou Ludy Kissassunda uma biblioteca recheada de ensinamentos e experiência governativa, que devem inspirar a nova geração.

O coordenador do núcleo das autoridades tradicionais, Afonso Mendes, recordou que, durante a sua governação, Ludy Kissassunda, sempre se preocupou pelo bem-estar da população da região.

Natural da comuna de Kinzau, município do Tomboco (Zaire), Ludy Kissassunda foi o nono governador da província.

Exerceu igualmente os cargos de Director-geral da Direcção de Informação e Segurança de Angola (DISA) e de comissário provincial de Malanje, este último entre 1980 e 1986.

Assinaram ainda o Livro de Condolências, entre outros, deputados à Assembleia Nacional pelo círculo provincial do Zaire, membros do governo local, representantes do Ministério Público, dos órgãos de defesa, segurança e ordem interna e autoridades tradicionais.