Zaire: Governo considera Ludy Kissassunda nacionalista convicto

  • Nacionalista Ludy Kissassunda
Mbanza Kongo – O governo provincial do Zaire considera, numa mensagem de condolências, Ludy Kissassunda como um nacionalista convicto e figura incontornável da luta pela liberdade e independência nacional.

Ludy Kissassunda, antigo governador provincial do Zaire, entre 1995 e 2004, faleceu nesta quarta-feira (dia 6) em Portugal, vítima de prolongada doença.

Segundo a mensagem de condolências enviada esta quinta-feira à ANGOP, Rodrigues João Lopes “Ludy Kissassunda” aderiu muito cedo às forças de libertação nacional na clandestinidade, integrando, mais tarde, as fileiras do MPLA, onde teve uma participação activa nas tarefas de mobilização e acção político-militar.

“O governo provincial do Zaire lamenta, profundamente, a morte de Ludy Kissassunda e considera o seu desaparecimento físico uma perda para o país e a província”, lê-se ainda na mensagem.

Diante do sucedido, o governo da província do Zaire manifesta a sua solidariedade e endereça à família e amigos as mais sentidas condolências.

Ludy Kissassunda, natural da província do Zaire, foi o nono governador daquela circunscrição mais ao Norte de Angola, mas antes exerceu cargos de Director-geral da Direcção de Informação e Segurança de Angola (DISA), e de Comissário Provincial de Malange entre 1980 e 1986.

Ainda na sua trajectória política, integrou o Bureau Político e o Comité Central do seu partido, além do Conselho da Revolução, após a proclamação da independência nacional, a 11 de Novembro de 1975.

 

Ludy Kissassunda, antigo governador provincial do Zaire, entre 1995 e 2004, faleceu nesta quarta-feira (dia 6) em Portugal, vítima de prolongada doença.

Segundo a mensagem de condolências enviada esta quinta-feira à ANGOP, Rodrigues João Lopes “Ludy Kissassunda” aderiu muito cedo às forças de libertação nacional na clandestinidade, integrando, mais tarde, as fileiras do MPLA, onde teve uma participação activa nas tarefas de mobilização e acção político-militar.

“O governo provincial do Zaire lamenta, profundamente, a morte de Ludy Kissassunda e considera o seu desaparecimento físico uma perda para o país e a província”, lê-se ainda na mensagem.

Diante do sucedido, o governo da província do Zaire manifesta a sua solidariedade e endereça à família e amigos as mais sentidas condolências.

Ludy Kissassunda, natural da província do Zaire, foi o nono governador daquela circunscrição mais ao Norte de Angola, mas antes exerceu cargos de Director-geral da Direcção de Informação e Segurança de Angola (DISA), e de Comissário Provincial de Malange entre 1980 e 1986.

Ainda na sua trajectória política, integrou o Bureau Político e o Comité Central do seu partido, além do Conselho da Revolução, após a proclamação da independência nacional, a 11 de Novembro de 1975.