Zonas de difícil acesso contam com transporte aéreo

  • Ministro da Administração do Território, Marcy Lopes (arquivo)
Lubango - O Registo Eleitoral Oficioso vai chegar aos locais mais recônditos do país com ajuda de meios da Força Aérea Nacional e das Forças Armadas Angolanas, revelou, este sábado, no Lubango, província da Huíla, o ministro da Administração do Território, Marcy Lopes.

A informação foi avançada no final de sua visita de dois dias à Huíla, afirmando tratar-se de camiões e helicópteros já disponíveis.

"Vamos fazer em simultâneo com equipas da Justiça nos locais onde não existem de forma permanente os serviços de emissão do Bilhete de Identidade (BI)”, disse o governante.

Actualmente Angola tem 84 BUAP em funcionamento, prevendo-se em Outubro a disponibilização de mais 256 e em Novembro os restantes 256, totalizando os 596.

A previsão do Ministério da Administração do Território (MAT) é de actualizar 12 milhões de eleitores, contando com os cidadãos no estrangeiro.

Ministro quer universitários a participar em massa no processo

Num encontro com a comunidade académica da Huíla, nesta sexta-feira, Marcy Lopes disse que a democracia faz-se com a inclusão de todos, daí a necessidade dos universitários aderirem em massa ao processo.

Defendeu a necessidade da juventude ter a informação correcta sobre os fenómenos sociais, políticos e princípios democráticos que regem o País, através de esclarecimentos dos Balões Únicos de Atendimento ao Público (BUAP) e todo o processo que aproxima às eleições gerais.

O ministro disse ser contra a abstenção sem motivo coerente, pelo que pediu os jovens a exercerem o seu direito em 2022 e não deixar os outros decidam por eles.

Durante a sua estadia na província, o ministro visitou os BUAP instalados nos municípios do Lubango e Chibia, a fim de constatar os constrangimentos encontrados pelos operadores no processo do registo.

A informação foi avançada no final de sua visita de dois dias à Huíla, afirmando tratar-se de camiões e helicópteros já disponíveis.

"Vamos fazer em simultâneo com equipas da Justiça nos locais onde não existem de forma permanente os serviços de emissão do Bilhete de Identidade (BI)”, disse o governante.

Actualmente Angola tem 84 BUAP em funcionamento, prevendo-se em Outubro a disponibilização de mais 256 e em Novembro os restantes 256, totalizando os 596.

A previsão do Ministério da Administração do Território (MAT) é de actualizar 12 milhões de eleitores, contando com os cidadãos no estrangeiro.

Ministro quer universitários a participar em massa no processo

Num encontro com a comunidade académica da Huíla, nesta sexta-feira, Marcy Lopes disse que a democracia faz-se com a inclusão de todos, daí a necessidade dos universitários aderirem em massa ao processo.

Defendeu a necessidade da juventude ter a informação correcta sobre os fenómenos sociais, políticos e princípios democráticos que regem o País, através de esclarecimentos dos Balões Únicos de Atendimento ao Público (BUAP) e todo o processo que aproxima às eleições gerais.

O ministro disse ser contra a abstenção sem motivo coerente, pelo que pediu os jovens a exercerem o seu direito em 2022 e não deixar os outros decidam por eles.

Durante a sua estadia na província, o ministro visitou os BUAP instalados nos municípios do Lubango e Chibia, a fim de constatar os constrangimentos encontrados pelos operadores no processo do registo.