Covid-19: Síntese Nacional

Luanda – As autoridades sanitárias angolanas anunciaram o registo, até às 19 horas de quarta-feira, 207 pacientes recuperados, 68 novas infecções e um óbito.

A província de Benguela reportou o único óbito, tratando-se de um cidadão chinês, de 38 anos, que não resistiu ao vírus que causa a Covid-19.

Dos pacientes recuperados, com as idades de sete meses a 70 anos,  80 são do Cuanza Sul, 75 em Benguela, 30 em Luanda, 20 em Malanje e dois no Namibe.

No grupo dos novos infectados, 41 são homens e 27 mulheres, com idades que variam de cinco meses de vida a 70 anos.

Destes, 33 estão em Luanda, 13 em Cabinda, 11 no Huambo, quatro em Benguela, três no Moxico, dois no Uíge, Zaire e  Cuando Cubango registaram um caso cada.

Os laboratórios processaram 2.647 amostras por RT-PCR, com uma positividade diária de 2,5 por cento.

Foram, igualmente, processadas 58 amostras por diagnóstico rápido antígenio, das quais três positivas e 55 negativas.

As autoridades vigiam 4.202 pessoas e 266 permanecem nos centros de tratamento da Covid-19.

Cento e oitenta e três famílias de utentes foram atendidas pela Equipa de Saúde Menta e Intervenção Psico-social e 59 recorreram a Linha de Apoio Psicó-social.

No mesmo período, 10 pacientes tiveram alta, sendo seis no Namibe, três no Bié e uma no Moxico.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 63 chamadas, relacionadas com pedidos de informação da Covid-19.

Angola regista 15.319 casos positivos, com óbitos, 8.139 recuperados e 6.829 activos. Dos activos, sete estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, seis graves, 103 moderados, 170 com sintomas leves e 6.543 assintomáticos.

A província de Benguela reportou o único óbito, tratando-se de um cidadão chinês, de 38 anos, que não resistiu ao vírus que causa a Covid-19.

Dos pacientes recuperados, com as idades de sete meses a 70 anos,  80 são do Cuanza Sul, 75 em Benguela, 30 em Luanda, 20 em Malanje e dois no Namibe.

No grupo dos novos infectados, 41 são homens e 27 mulheres, com idades que variam de cinco meses de vida a 70 anos.

Destes, 33 estão em Luanda, 13 em Cabinda, 11 no Huambo, quatro em Benguela, três no Moxico, dois no Uíge, Zaire e  Cuando Cubango registaram um caso cada.

Os laboratórios processaram 2.647 amostras por RT-PCR, com uma positividade diária de 2,5 por cento.

Foram, igualmente, processadas 58 amostras por diagnóstico rápido antígenio, das quais três positivas e 55 negativas.

As autoridades vigiam 4.202 pessoas e 266 permanecem nos centros de tratamento da Covid-19.

Cento e oitenta e três famílias de utentes foram atendidas pela Equipa de Saúde Menta e Intervenção Psico-social e 59 recorreram a Linha de Apoio Psicó-social.

No mesmo período, 10 pacientes tiveram alta, sendo seis no Namibe, três no Bié e uma no Moxico.

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu 63 chamadas, relacionadas com pedidos de informação da Covid-19.

Angola regista 15.319 casos positivos, com óbitos, 8.139 recuperados e 6.829 activos. Dos activos, sete estão em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, seis graves, 103 moderados, 170 com sintomas leves e 6.543 assintomáticos.