Covid-19:  Angola com 77 novos casos e 61 recuperados nas últimas 24 horas

  • Processo de testagem de cidadãos contra a Covid-19
Luanda – Angola registou, nas últimas 24 horas, 77 novos casos, 61 pacientes recuperados e um óbito.

Segundo o boletim epidemiológico nacional, 39 casos foram diagnosticados em Luanda, 21 no Moxico, 8 no Bié, 6 no Huambo, 2 em Benguela e 1 no Cuanza Sul.

Entre os novos pacientes, cujas idades variam entre os 8 aos 81 anos, estão 54 do sexo masculino e 23 do sexo feminino.

Já o óbito foi registado na província do Huambo.

Dos recuperados, 20 estão no Cuanza Sul, 18 no Huambo, 12 no Zaire, 4 na Lunda Norte, 4 na Lunda Sul, 2 no Bié e 1 em Luanda, com idades que variam dos 6 aos 72 anos.

Angola contabiliza 19.553 casos positivos, com 462 óbitos, 17.388 recuperados e 1.703 activos.

Dos activos,  três estão em estado crítico, 9 graves, 83 moderados, 95 com sintomas leves e 1.511 assintomáticos.

Nos centros de tratamento estão 192 pacientes internados, enquanto 120 cidadãos estão em quarentena institucional e 2.500 contactos em vigilância.

Os laboratórios processaram 1.708 amostras na base da biologia molecular (RT-PCR).

Deixaram os centros de quarentena duas pessoas, sendo uma no Bié e uma no Cuando Cubango.

Segundo o boletim epidemiológico nacional, 39 casos foram diagnosticados em Luanda, 21 no Moxico, 8 no Bié, 6 no Huambo, 2 em Benguela e 1 no Cuanza Sul.

Entre os novos pacientes, cujas idades variam entre os 8 aos 81 anos, estão 54 do sexo masculino e 23 do sexo feminino.

Já o óbito foi registado na província do Huambo.

Dos recuperados, 20 estão no Cuanza Sul, 18 no Huambo, 12 no Zaire, 4 na Lunda Norte, 4 na Lunda Sul, 2 no Bié e 1 em Luanda, com idades que variam dos 6 aos 72 anos.

Angola contabiliza 19.553 casos positivos, com 462 óbitos, 17.388 recuperados e 1.703 activos.

Dos activos,  três estão em estado crítico, 9 graves, 83 moderados, 95 com sintomas leves e 1.511 assintomáticos.

Nos centros de tratamento estão 192 pacientes internados, enquanto 120 cidadãos estão em quarentena institucional e 2.500 contactos em vigilância.

Os laboratórios processaram 1.708 amostras na base da biologia molecular (RT-PCR).

Deixaram os centros de quarentena duas pessoas, sendo uma no Bié e uma no Cuando Cubango.