Covid-19: Angola recebe mais de 400 mil vacinas da Pfizer

  • Vacina da COVID-19, "Covax" proveniente dos Estados Unidos
Luanda- Angola recebeu, este domingo, 464.469 doses de vacinas da Pfizer, numa doação dos Estados Unidos da América (EUA) através da Iniciativa Covax.

Este é o terceiro lote de vacinas doadas pelos EUA, elevando para 1.646.960 doses da imunizante da Pfizer.

Segundo o secretário de Estado para a Área Hospitalar, Leonardo Inocêncio, as vacinas serão distribuídas em todo país.

Leonardo Inocêncio fez saber ainda que o Governo angolano adquiriu, também, mais 280 mil doses de Sinopharm.

"Além desta doação, o governo comprou 280 mil doses de vacinas da Sinopharm, o que nos garante ter um lote de vacinas recheado para atender a população", disse.

Até ao final do ano, conforme Leonardo Inocêncio, as autoridades sanitárias pretendem vacinar 70 por cento da população angolana.

A propósito, apelou a população a aderir em massa aos postos de vacinação em todo território nacional.

"Sabemos que existem muitas pessoas que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina. Queremos aproveitar para apelar a população a aderir aos postos de vacinação, para conseguirmos  travar esse mal que afecta a todos", concluiu.

Por sua vez,  o encarregado de negócios da embaixada dos EUA, Greg Segas, disse que o seu país está empenhado em contribuir nos esforços de vacinação em Angola.

Em Angola, o processo de vacinação começou a 2 de Março, com a chegada das primeiras 624 mil vacinas da AstraZeneca, financiadas pela Iniciativa Covax.

O Plano Nacional de Vacinação definido pelo Executivo angolano é desenvolvido em duas etapas, com a utilização de 12.8 milhões de doses de vacinas.

Na primeira etapa, 20 por cento da população será vacinada.

Na segunda etapa, pretende-se vacinar mediante campanhas massivas de pessoas da faixa etária entre os 16 e 39 anos (10.4 milhões de habitantes), correspondendo a 32% da população.

Em Luanda, a vacinação está a decorrer no Instituto de Ciências Policiais Osvaldo Serra Van-Dúnem, na Zona Económica Especial (ZEE), no Centro Turístico Paz Flor, no Magistério Primário Mutu-ya-Kevela, na Casa da Juventude (Viana), no posto do KK 5000, no Zango (Viana), no Centro Comercial Ulengo, em Cacuaco e no Complexo da Cidadela Desportiva.

As autoridades sanitárias prevêm vacinar 54 por cento da população, um total de 16.823.284 indivíduos maiores de 16 anos.

Este é o terceiro lote de vacinas doadas pelos EUA, elevando para 1.646.960 doses da imunizante da Pfizer.

Segundo o secretário de Estado para a Área Hospitalar, Leonardo Inocêncio, as vacinas serão distribuídas em todo país.

Leonardo Inocêncio fez saber ainda que o Governo angolano adquiriu, também, mais 280 mil doses de Sinopharm.

"Além desta doação, o governo comprou 280 mil doses de vacinas da Sinopharm, o que nos garante ter um lote de vacinas recheado para atender a população", disse.

Até ao final do ano, conforme Leonardo Inocêncio, as autoridades sanitárias pretendem vacinar 70 por cento da população angolana.

A propósito, apelou a população a aderir em massa aos postos de vacinação em todo território nacional.

"Sabemos que existem muitas pessoas que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina. Queremos aproveitar para apelar a população a aderir aos postos de vacinação, para conseguirmos  travar esse mal que afecta a todos", concluiu.

Por sua vez,  o encarregado de negócios da embaixada dos EUA, Greg Segas, disse que o seu país está empenhado em contribuir nos esforços de vacinação em Angola.

Em Angola, o processo de vacinação começou a 2 de Março, com a chegada das primeiras 624 mil vacinas da AstraZeneca, financiadas pela Iniciativa Covax.

O Plano Nacional de Vacinação definido pelo Executivo angolano é desenvolvido em duas etapas, com a utilização de 12.8 milhões de doses de vacinas.

Na primeira etapa, 20 por cento da população será vacinada.

Na segunda etapa, pretende-se vacinar mediante campanhas massivas de pessoas da faixa etária entre os 16 e 39 anos (10.4 milhões de habitantes), correspondendo a 32% da população.

Em Luanda, a vacinação está a decorrer no Instituto de Ciências Policiais Osvaldo Serra Van-Dúnem, na Zona Económica Especial (ZEE), no Centro Turístico Paz Flor, no Magistério Primário Mutu-ya-Kevela, na Casa da Juventude (Viana), no posto do KK 5000, no Zango (Viana), no Centro Comercial Ulengo, em Cacuaco e no Complexo da Cidadela Desportiva.

As autoridades sanitárias prevêm vacinar 54 por cento da população, um total de 16.823.284 indivíduos maiores de 16 anos.