Covid-19: Novos casos do INP são assintomáticos

Sumbe – A `Comissão Provincial de Resposta à Covid-19 no Cuanza Sul confirmou, nesta terça-feira, no Sumbe, que os 65 novos casos diagnosticados no Instituto Nacional de Petróleos (INP) são assintomáticos.

A responsável da Saúde Pública e Controlo de Endemias no Cuanza Sul, Delfina da Silva, disse à ANGOP que os casos positivos resultam de 598 amostras colhidas entre os dias 5 e 6 deste mês, no INP.

Avançou que 11 pacientes assintomáticos, dos 148 casos diagnosticados a 5 deste mês,  no Instituto Nacional de Petróleos, recebem tratamento em casas, sendo nove no Sumbe, um na cidade do Porto Amboim e igual número no Lobito (Benguela).

Dos 249 casos registados na província do Cuanza Sul, 213 foram registados no INP e 36 nos municípios do Sumbe, Porto Amboim, Libolo e Cassongue.

O INP está sob cerca sanitária desde 5 de Novembro, sendo que os pacientes estãop a ser assitidos por especialistas da Clínica Girassol e locais.

O Cuanza Sul conta com um Centro de Tratamento que tem capacidade de 26 camas, sendo quatro para casos graves e 22 para leves e moderados.

O primeiro caso da Covid-19 no Cuanza Sul foi notificado a 27 de Julho. 

Da estatística geral, há cinco recuperados e três óbitos.

 

 

 

 

A responsável da Saúde Pública e Controlo de Endemias no Cuanza Sul, Delfina da Silva, disse à ANGOP que os casos positivos resultam de 598 amostras colhidas entre os dias 5 e 6 deste mês, no INP.

Avançou que 11 pacientes assintomáticos, dos 148 casos diagnosticados a 5 deste mês,  no Instituto Nacional de Petróleos, recebem tratamento em casas, sendo nove no Sumbe, um na cidade do Porto Amboim e igual número no Lobito (Benguela).

Dos 249 casos registados na província do Cuanza Sul, 213 foram registados no INP e 36 nos municípios do Sumbe, Porto Amboim, Libolo e Cassongue.

O INP está sob cerca sanitária desde 5 de Novembro, sendo que os pacientes estãop a ser assitidos por especialistas da Clínica Girassol e locais.

O Cuanza Sul conta com um Centro de Tratamento que tem capacidade de 26 camas, sendo quatro para casos graves e 22 para leves e moderados.

O primeiro caso da Covid-19 no Cuanza Sul foi notificado a 27 de Julho. 

Da estatística geral, há cinco recuperados e três óbitos.