Covid-19: Empresas mineiras financiam reagentes para teste RT-PCR

  • Laboratorio Do Centro De Diagnostico De Viana
Dundo – Cerca de um milhão de dólares norte-americanos serão investidos na aquisição de reagentes para 70 mil testes RTP-CR, numa iniciativa das empresas de exploração de diamantes que operam na província da Lunda Norte, no âmbito do seu programa de responsabilidade social.

O laboratório regional da Lunda Norte, com capacidade para dois mil testes/dia de Covid-19, regista uma ruptura de reagentes para testes de RTP-CR, facto que motivou a Fundação Brilhante e a Endiama Mining, a mobilizarem as empresas do subsector dos diamantes a disponibilizarem tal verba, para mitigar a situação.

Conforme o director do Gabinete Provincial da Saúde na Lunda Norte, Gimi Nhunga, os reagentes devem chegar ainda este mês na província e vão contribuir no alargamento da testagem nos dez municípios.

Fez saber que o laboratório está a realizar apenas testes de Elisa e/ou zaragatoa, de forma aleatória, devido a insuficiência de reagentes.

Considera que a iniciativa da Fundação Brilhante e a Endiama Mining, braços sociais e económicos da Endiama EP, deve ser um exemplo extensivo às outras empresas que operam na Lunda Norte, no âmbito das suas responsabilidades sociais.

A Lunda Norte tem um registo de mil e noventa e dois (1.092) casos positivos desde Junho de 2020, dos quais 1.055 recuperados, 19 óbitos e 18 activos. O município de Chitato, capital da província, continua a ser o epicentro.

A província da Lunda Norte localiza-se a Nordeste do país, ocupando actualmente uma superfície de 103 mil e 760 quilómetros quadrados, correspondente a 8,32 por cento do território nacional, com um milhão, 60 mil e 551 habitantes, tem uma taxa de incidência de mortalidade de 0,18 por cento e 1,7% de letalidade por Covid-19.

O laboratório regional da Lunda Norte, com capacidade para dois mil testes/dia de Covid-19, regista uma ruptura de reagentes para testes de RTP-CR, facto que motivou a Fundação Brilhante e a Endiama Mining, a mobilizarem as empresas do subsector dos diamantes a disponibilizarem tal verba, para mitigar a situação.

Conforme o director do Gabinete Provincial da Saúde na Lunda Norte, Gimi Nhunga, os reagentes devem chegar ainda este mês na província e vão contribuir no alargamento da testagem nos dez municípios.

Fez saber que o laboratório está a realizar apenas testes de Elisa e/ou zaragatoa, de forma aleatória, devido a insuficiência de reagentes.

Considera que a iniciativa da Fundação Brilhante e a Endiama Mining, braços sociais e económicos da Endiama EP, deve ser um exemplo extensivo às outras empresas que operam na Lunda Norte, no âmbito das suas responsabilidades sociais.

A Lunda Norte tem um registo de mil e noventa e dois (1.092) casos positivos desde Junho de 2020, dos quais 1.055 recuperados, 19 óbitos e 18 activos. O município de Chitato, capital da província, continua a ser o epicentro.

A província da Lunda Norte localiza-se a Nordeste do país, ocupando actualmente uma superfície de 103 mil e 760 quilómetros quadrados, correspondente a 8,32 por cento do território nacional, com um milhão, 60 mil e 551 habitantes, tem uma taxa de incidência de mortalidade de 0,18 por cento e 1,7% de letalidade por Covid-19.