Covid-19: Gestores de escolas em formação sobre biossegurança

Lubango -Trinta gestores de escolas do município dos Gambos, província da Huíla, participam desde esta terça-feira numa formação em observância de biossegurança nas escolas.

A formação tem a duração de três dias e visa formar directores escolares em matérias de estratégia de apoio aos professores a sensibilizar e motivar os encarregados de educação e a comunidade, garantindo o direito a educação e ensino.

Em entrevista à Angop, o formador provincial Justino Cangue informou que um dos objectivos da formação é dotar os docentes de conhecimentos sobre  os procedimentos administrativos legais e sensibilização da comunidade escolar e das gestões de turmas em situação de pandemia.  

Acrescentou que o segundo objectivo da formação é desenvolver um plano de acção com ferramentas e instrumentos de apoio aos gestores escolares e o terceiro orientar os professores a organizar actividades nas salas de aulas em contexto da doença.

A actividade está subdividida em três módulos, um para cada dia de formação, a primeira que fala sobre as estratégias de apoio aos gestores escolares, o segundo sobre a sensibilização e motivação dos encarregados de educação e da comunidade diante da aprendizagem dos alunos.

O terceiro e último módulo falará sobre a gestão das turmas, visto que professores e alunos precisam de encorajamento, para juntos trabalharem e poder vencer esta fase.

Já o director da educação municipal do município, Manuel Jorge, fez saber que o processo de aprendizagem passa pela interacção do aprendiz com o meio e na aquisição do conhecimento, pelo que os intervenientes do método de ensino precisam acompanhar a evolução da ciência da disciplina da classe ou da sua área de conhecimento.

“Há necessidade de capacitar, sistematicamente, os quadros esta semana e as nossas atenções estão viradas aos directores de escolas, daí a presença dos formadores Provinciais sendo que nós somos os agentes da civilização”, esclareceu.

O município dos Gambos dista a 156 quilómetros a sul do Lubango e tem uma população 95 mil 338 habitantes.

 

A formação tem a duração de três dias e visa formar directores escolares em matérias de estratégia de apoio aos professores a sensibilizar e motivar os encarregados de educação e a comunidade, garantindo o direito a educação e ensino.

Em entrevista à Angop, o formador provincial Justino Cangue informou que um dos objectivos da formação é dotar os docentes de conhecimentos sobre  os procedimentos administrativos legais e sensibilização da comunidade escolar e das gestões de turmas em situação de pandemia.  

Acrescentou que o segundo objectivo da formação é desenvolver um plano de acção com ferramentas e instrumentos de apoio aos gestores escolares e o terceiro orientar os professores a organizar actividades nas salas de aulas em contexto da doença.

A actividade está subdividida em três módulos, um para cada dia de formação, a primeira que fala sobre as estratégias de apoio aos gestores escolares, o segundo sobre a sensibilização e motivação dos encarregados de educação e da comunidade diante da aprendizagem dos alunos.

O terceiro e último módulo falará sobre a gestão das turmas, visto que professores e alunos precisam de encorajamento, para juntos trabalharem e poder vencer esta fase.

Já o director da educação municipal do município, Manuel Jorge, fez saber que o processo de aprendizagem passa pela interacção do aprendiz com o meio e na aquisição do conhecimento, pelo que os intervenientes do método de ensino precisam acompanhar a evolução da ciência da disciplina da classe ou da sua área de conhecimento.

“Há necessidade de capacitar, sistematicamente, os quadros esta semana e as nossas atenções estão viradas aos directores de escolas, daí a presença dos formadores Provinciais sendo que nós somos os agentes da civilização”, esclareceu.

O município dos Gambos dista a 156 quilómetros a sul do Lubango e tem uma população 95 mil 338 habitantes.