Covid-19: Incumprimento de medidas preocupa ministra da Saúde

  • Ministra da Saúde, Silvia Lutucuta
  • Ilustração do  Covid-19
Dundo – O incumprimento das medidas de prevenção, sobretudo o não uso das máscaras e o distanciamento físico, por parte da população do município de Chitato, província da Lunda Norte, deixou hoje, sexta-feira, preocupada, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta.

A governante manifestou esta preocupação no final de uma visita de algumas horas na província da Lunda Norte, onde procedeu a inauguração do quinto de Laboratório de Biologia Molecular, depois de Luanda, Huambo e Uíge, com a capacidade de realizar dois mil testes/dia.

Entre as medidas impostas pelo Governo, no âmbito do Estado de Emergência, para prevenir e combater a propagação da Covid-19, o uso de máscaras na via pública e em locais públicos é obrigatório e o seu incumprimento é susceptível à multa.

Sílvia Lutucuta apelou as autoridades locais a reforçarem as medidas de vigilância epidemiológica, redobrando as acções de sensibilização e mobilização nas comunidades, vias públicas, mercados, entre outros locais púbicos, com vista a aconselhar os cidadãos para a necessidade do cumprimento obrigatório das medidas de prevenção.

“As pessoas têm que usar máscaras, isso é obrigatório e fundamental na prevenção desta pandemia, não é a testagem em massa que nos vai salvar deste vírus, precisamos ganhar consciência porque a Covid-19 mata e é um inimigo implacável”, alertou.

Pediu aos órgãos de Comunicação Social, no sentido de reforçarem, na sua grelha de programação, informações sobre a Covid-19, com vista a consciencializar a população sobre os perigos da pandemia e a importância do cumprimento das medidas de prevenção, entre as quais o uso obrigatório de máscaras.

A província da Lunda Norte tem o registo de 57 casos positivos, sendo 56 activos e um recuperado.

 

A governante manifestou esta preocupação no final de uma visita de algumas horas na província da Lunda Norte, onde procedeu a inauguração do quinto de Laboratório de Biologia Molecular, depois de Luanda, Huambo e Uíge, com a capacidade de realizar dois mil testes/dia.

Entre as medidas impostas pelo Governo, no âmbito do Estado de Emergência, para prevenir e combater a propagação da Covid-19, o uso de máscaras na via pública e em locais públicos é obrigatório e o seu incumprimento é susceptível à multa.

Sílvia Lutucuta apelou as autoridades locais a reforçarem as medidas de vigilância epidemiológica, redobrando as acções de sensibilização e mobilização nas comunidades, vias públicas, mercados, entre outros locais púbicos, com vista a aconselhar os cidadãos para a necessidade do cumprimento obrigatório das medidas de prevenção.

“As pessoas têm que usar máscaras, isso é obrigatório e fundamental na prevenção desta pandemia, não é a testagem em massa que nos vai salvar deste vírus, precisamos ganhar consciência porque a Covid-19 mata e é um inimigo implacável”, alertou.

Pediu aos órgãos de Comunicação Social, no sentido de reforçarem, na sua grelha de programação, informações sobre a Covid-19, com vista a consciencializar a população sobre os perigos da pandemia e a importância do cumprimento das medidas de prevenção, entre as quais o uso obrigatório de máscaras.

A província da Lunda Norte tem o registo de 57 casos positivos, sendo 56 activos e um recuperado.