Covid-19: Jornalistas testam positivo na Lunda Norte

  • Ilustração do  Covid-19
Dundo – Doze profissionais da Comunicação Social na Lunda Norte, entre jornalistas e técnicos administrativos, testaram positivo a Covid-19, soube hoje, domingo, à Angop.

Dos casos positivos, nove são jornalistas e três técnicos administrativos da Agencia Angola Press (Angop), Edições Novembro, Rádio Nacional de Angola (RNA) e Televisão Pública de Angola (TPA).  

Segundo a porta-voz da Comissão Provincial Multissectorial de Resposta à Covid-19 na Lunda Norte, Filomena Simão, os casos positivos fazem parte das mais de 60 amostras colhidas com zaragatoas aos profissionais da Comunicação Social, recentemente.

Assegurou que os pacientes já foram orientados a se isolar, sendo que, a partir de segunda-feira, começa o rastreio dos contactos dos mesmos, a fim de serem submetidos a testes.

Fez saber que os pacientes que tiverem condições para quarentena domiciliar (uma residência com suite) serão assistidos em suas casas. E, ao contrário, serão transferidos para o Hospital de Campanha do Dundo.

Disse tratar-se de pacientes assintomáticos e de casos de transmissão local, uma vez que os mesmos não se deslocaram noutros pontos do país e do mundo nos últimos três meses.

Avançou que ainda na segunda-feira, as instituições a que os pacientes pertencem serão desinfestadas, prquanto, aconselhou os responsáveis dos respectivos órgãos a dispensarem trabalhadores de risco (sobretudo com idade superior a 40 anos, portadores de VIH/Sida, tuberculose e diabete).

Apelou a colaboração por parte dos pacientes, na identificação dos seus contactos, a fim de se evitar a propagação do vírus na província.

A provincia da Lunda Norte tem o registo de 185 casos positivos, sendo 36 recuperados, três mortes e 146 activos.

Dos casos positivos, nove são jornalistas e três técnicos administrativos da Agencia Angola Press (Angop), Edições Novembro, Rádio Nacional de Angola (RNA) e Televisão Pública de Angola (TPA).  

Segundo a porta-voz da Comissão Provincial Multissectorial de Resposta à Covid-19 na Lunda Norte, Filomena Simão, os casos positivos fazem parte das mais de 60 amostras colhidas com zaragatoas aos profissionais da Comunicação Social, recentemente.

Assegurou que os pacientes já foram orientados a se isolar, sendo que, a partir de segunda-feira, começa o rastreio dos contactos dos mesmos, a fim de serem submetidos a testes.

Fez saber que os pacientes que tiverem condições para quarentena domiciliar (uma residência com suite) serão assistidos em suas casas. E, ao contrário, serão transferidos para o Hospital de Campanha do Dundo.

Disse tratar-se de pacientes assintomáticos e de casos de transmissão local, uma vez que os mesmos não se deslocaram noutros pontos do país e do mundo nos últimos três meses.

Avançou que ainda na segunda-feira, as instituições a que os pacientes pertencem serão desinfestadas, prquanto, aconselhou os responsáveis dos respectivos órgãos a dispensarem trabalhadores de risco (sobretudo com idade superior a 40 anos, portadores de VIH/Sida, tuberculose e diabete).

Apelou a colaboração por parte dos pacientes, na identificação dos seus contactos, a fim de se evitar a propagação do vírus na província.

A provincia da Lunda Norte tem o registo de 185 casos positivos, sendo 36 recuperados, três mortes e 146 activos.