Covid-19: Laboratório da Lunda Norte reforçado com equipamentos

  • Laboratorio Do Centro De Diagnostico De Viana
Dundo – O laboratório regional de biologia molecular, com a capacidade para realizar dois mil testes da Covid-19/dia, beneficiou, esta sexta-feira, de um lote de material de biossegurança e mobiliário de escritório, visando melhorar o seu funcionamento.

O lote entregue pela Sociedade Mineira do Uari comporta uma viatura, máscaras, luvas, álcool, produtos de higiene, entre outros.

Na ocasião, o director-geral da Endiama Mining, Pedro Galiano, disse que o gesto enquadra-se no programa de responsabilidade social das empresas mineiras.

Anunciou que as empresas mineiras que operam na Lunda Norte estão a mobilizar verbas para aquisição de reagentes para o teste de RTP-CR, que deverão ser entregues dentro de um mês ao referido laboratório.

Por seu turno, o director do laboratório, Matuzey Babel, enalteceu o gesto, sobretudo da viatura que permitirá o alargamento da colheita de amostras em zonas de difícil acesso.

O laboratório funciona com 20 técnicos de análises clínica, um de estatística e precisa 60 outros para o seu funcionamento pleno.

Atende as três províncias da região leste do país (Lunda Norte, Lunda Sul e Moxico) e deverá realizar, no futuro, para além da Covid-19, outros exames moleculares.

Localizado no bairro Samacaca, distrito urbano do Mussungue, o projecto é fruto de um investimento do Estado angolano que gastou mais de cinco milhões de dólares norte-americanos na aquisição de laboratórios para as províncias de Luanda, Lunda Norte, Huambo e Uíge, para um total de seis mil testes/dia todos juntos.

O lote entregue pela Sociedade Mineira do Uari comporta uma viatura, máscaras, luvas, álcool, produtos de higiene, entre outros.

Na ocasião, o director-geral da Endiama Mining, Pedro Galiano, disse que o gesto enquadra-se no programa de responsabilidade social das empresas mineiras.

Anunciou que as empresas mineiras que operam na Lunda Norte estão a mobilizar verbas para aquisição de reagentes para o teste de RTP-CR, que deverão ser entregues dentro de um mês ao referido laboratório.

Por seu turno, o director do laboratório, Matuzey Babel, enalteceu o gesto, sobretudo da viatura que permitirá o alargamento da colheita de amostras em zonas de difícil acesso.

O laboratório funciona com 20 técnicos de análises clínica, um de estatística e precisa 60 outros para o seu funcionamento pleno.

Atende as três províncias da região leste do país (Lunda Norte, Lunda Sul e Moxico) e deverá realizar, no futuro, para além da Covid-19, outros exames moleculares.

Localizado no bairro Samacaca, distrito urbano do Mussungue, o projecto é fruto de um investimento do Estado angolano que gastou mais de cinco milhões de dólares norte-americanos na aquisição de laboratórios para as províncias de Luanda, Lunda Norte, Huambo e Uíge, para um total de seis mil testes/dia todos juntos.