Autoridades sanitárias da Huíla aproximam vacinação aos idosos

  • Huila: Campanha de Vacinação
Lubango - O município do Lubango (Huíla) iniciou esta quinta-feira, o processo de cadastramento de idosos nas administrações comunais e comissões de moradores, para a vacinação contra a Covid-19.

A ideia é levar a vacina o mais próximo desse grupo, atendendo aos problemas de mobilidade.

A província da Huíla iniciou a vacinação a 24 de Março último, no Posto Avançado de Alto Rendimento do Lubango, que tem capacidade para seis mil pessoas por dia, mas o número ainda está aquém do real, fixando-se em mil vacinados/dia, dada a fraca adesão de pessoas dos grupos prioritários.

A distância do local é apontada como a razão principal, pois muitos idosos têm problemas de locomoção, agravado pelas chuvas constantes, justificando-se, deste modo, a estratégia da administração do Lubango e da comissão de vacinação, em fazer chegar a vacina às administrações comunais e comissões de moradores, através de postos fixos e móveis.

As equipas de cadastro iniciaram o trabalho nos bairros do Ferrovia, Lucrécia, Comercial e A Luta Continua.

Nos próximos dias seguem-se os da Mitcha, Tchioco e Centralidade da Quilemba, conforme o administrador municipal do Lubango, Armando Vieira, quando falava num encontro com os administradores comunais e comissões de moradores.

Salientou que os serviços estarão mais próximos da comunidade, cabendo as comissões de moradores reforçar a mobilização de idosos para a imunização da doença, após duas doses.

Por sua vez, o director do Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA) na Huíla, Paulo Luvangamo, lembrou que a vacina expira em Junho e deve-se cumprir a administração da primeira e segunda doses nesse intervalo de tempo.

O município do Lubango, capital da província da Huíla, tem uma população estimada em 960 mil 558 habitantes. Possui cinco comunas e 21 bairros, tem igualmente 308 comissões de moradores e 48 conselhos de moradores. 

A província da Huíla vacinou, em 11 dias, nove mil 810 pessoas, sendo oito mil 507 no Lubango, 471 na Matala, 453 em Caluquembe e 379 na Chibia.

A ideia é levar a vacina o mais próximo desse grupo, atendendo aos problemas de mobilidade.

A província da Huíla iniciou a vacinação a 24 de Março último, no Posto Avançado de Alto Rendimento do Lubango, que tem capacidade para seis mil pessoas por dia, mas o número ainda está aquém do real, fixando-se em mil vacinados/dia, dada a fraca adesão de pessoas dos grupos prioritários.

A distância do local é apontada como a razão principal, pois muitos idosos têm problemas de locomoção, agravado pelas chuvas constantes, justificando-se, deste modo, a estratégia da administração do Lubango e da comissão de vacinação, em fazer chegar a vacina às administrações comunais e comissões de moradores, através de postos fixos e móveis.

As equipas de cadastro iniciaram o trabalho nos bairros do Ferrovia, Lucrécia, Comercial e A Luta Continua.

Nos próximos dias seguem-se os da Mitcha, Tchioco e Centralidade da Quilemba, conforme o administrador municipal do Lubango, Armando Vieira, quando falava num encontro com os administradores comunais e comissões de moradores.

Salientou que os serviços estarão mais próximos da comunidade, cabendo as comissões de moradores reforçar a mobilização de idosos para a imunização da doença, após duas doses.

Por sua vez, o director do Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (INEMA) na Huíla, Paulo Luvangamo, lembrou que a vacina expira em Junho e deve-se cumprir a administração da primeira e segunda doses nesse intervalo de tempo.

O município do Lubango, capital da província da Huíla, tem uma população estimada em 960 mil 558 habitantes. Possui cinco comunas e 21 bairros, tem igualmente 308 comissões de moradores e 48 conselhos de moradores. 

A província da Huíla vacinou, em 11 dias, nove mil 810 pessoas, sendo oito mil 507 no Lubango, 471 na Matala, 453 em Caluquembe e 379 na Chibia.