Lunda Norte cria centros de produção de sabão

  • Ilustração do Covid-19
Dundo – Dez centros de produção de sabão, para a higienização das mãos, serão criados em igual número de municípios da província da Lunda Norte, no âmbito da prevenção contra a Covid-19 nas escolas.

O projecto, financiado pelo Banco Mundial, vai formar (na primeira fase) 40 professores, sendo quatro em cada município. O objectivo é mitigar a escassez de produtos, sobretudo no interior da província.

Em declarações à imprensa hoje, terça-feira, o director do Gabinete Provincial da Educação na Lunda Norte, Frederico Barroso, disse que a formação começa no próximos dias, pelo que os professores já foram seleccionados.

Para suportar a formação, incluindo material de biossegurança para as 178 escolas, o Banco Mundial (BM) disponibilizou mais de 70 milhões de kwanzas ao Gabinete Provincial da Educação.

Actualmente, a Lunda Norte tem 178 Escolas, comportando 1.723 salas de aulas, sendo 89 infraestruturas escolares para o ensino primário, sete colégios, 67 complexos escolares, sete liceus, seis magistérios e dois institutos técnicos que permitiram a inserção de 226 mil, 449 cidadãos no sistema de ensino em 2021.

Reforço das equipas de respostas rápidas  

Para reforçar a actuação das equipas de respostas rápidas no município de Chitato, a Comissão Multissectorial local, enquadrou os coordenadores dos edificios da Centralidade do Mussungue, que participam desde o último fim-de-semana numa acção formativa sobre cuidados primários à pacientes com Covid-19.

De acordo com o coordenador da referida Comissão, Gastão Cahata, a inclusão dos coordenadores dos edifícios visa reforçar o controlo dos pacientes que cumprem quarentena em suas residências.

Disse que a medida vai estender-se aos distritos urbanos do Dundo e Chitato, com os mesmos objectivos, numa altura em que a província da Lunda Norte regista 230 casos positivos, dos quais 128 recuperados, 98 activos e quatro óbitos.

 

O projecto, financiado pelo Banco Mundial, vai formar (na primeira fase) 40 professores, sendo quatro em cada município. O objectivo é mitigar a escassez de produtos, sobretudo no interior da província.

Em declarações à imprensa hoje, terça-feira, o director do Gabinete Provincial da Educação na Lunda Norte, Frederico Barroso, disse que a formação começa no próximos dias, pelo que os professores já foram seleccionados.

Para suportar a formação, incluindo material de biossegurança para as 178 escolas, o Banco Mundial (BM) disponibilizou mais de 70 milhões de kwanzas ao Gabinete Provincial da Educação.

Actualmente, a Lunda Norte tem 178 Escolas, comportando 1.723 salas de aulas, sendo 89 infraestruturas escolares para o ensino primário, sete colégios, 67 complexos escolares, sete liceus, seis magistérios e dois institutos técnicos que permitiram a inserção de 226 mil, 449 cidadãos no sistema de ensino em 2021.

Reforço das equipas de respostas rápidas  

Para reforçar a actuação das equipas de respostas rápidas no município de Chitato, a Comissão Multissectorial local, enquadrou os coordenadores dos edificios da Centralidade do Mussungue, que participam desde o último fim-de-semana numa acção formativa sobre cuidados primários à pacientes com Covid-19.

De acordo com o coordenador da referida Comissão, Gastão Cahata, a inclusão dos coordenadores dos edifícios visa reforçar o controlo dos pacientes que cumprem quarentena em suas residências.

Disse que a medida vai estender-se aos distritos urbanos do Dundo e Chitato, com os mesmos objectivos, numa altura em que a província da Lunda Norte regista 230 casos positivos, dos quais 128 recuperados, 98 activos e quatro óbitos.