Covid-19: Lunda Norte sem vacinas

  • Vacina contra à Covid-19
Dundo – A província da Lunda Norte está desde o final de Junho sem vacinas, para aplicar a segunda dose da Astrazeneca a três mil e 74 cidadãos.

A informação foi avançada hoje, terça-feira, pela porta-voz da Comissão Multissectorial de Resposta a pandemia da Covid-19 na Lunda Norte, Filomena Simão, sublinhando que estão a ser envidados esforços junto do ministério da Saúde para a disponibilização de mais doses de vacina para a província ministrar a segunda.

Informou que de Maio a Junho, foram vacinados 13.354 cidadãos, dos quais 10.280 já apanharam a segunda dose, em seis dos dez municípios que compõem a província da Lunda Norte (Chitato, Cambulo, Lucapa, Cuango, Xá-muteba e Lóvua).

Foram vacinados profissionais da Saúde, Educação, Comunicação Social, forças de defesa e segurança, funcionários do governo e das administrações municipais e idosos.

Disse que tão logo sejam disponibilizadas vacinas pelo Ministério da Saúde, a campanha vai se estender aos municípios de Capenda Camulemba, Lubalo, Cuilo e Caungula.

Filomena Simão apelou na ocasião, os cidadãos vacinados a redobrarem as medidas de biossegurança, porque podem ainda ser infectados pelo vírus.

Avançou que a comissão está a realizar testes nas comunidades onde foram diagnosticados novos casos, visando a implementação e/ou reforço de medidas que visam travar a propagação do vírus na região.

No total a província da Lunda Norte registou até agora 440 casos da Covid-19, dos quais quatro óbitos, 240 recuperados e 98 activos.

A informação foi avançada hoje, terça-feira, pela porta-voz da Comissão Multissectorial de Resposta a pandemia da Covid-19 na Lunda Norte, Filomena Simão, sublinhando que estão a ser envidados esforços junto do ministério da Saúde para a disponibilização de mais doses de vacina para a província ministrar a segunda.

Informou que de Maio a Junho, foram vacinados 13.354 cidadãos, dos quais 10.280 já apanharam a segunda dose, em seis dos dez municípios que compõem a província da Lunda Norte (Chitato, Cambulo, Lucapa, Cuango, Xá-muteba e Lóvua).

Foram vacinados profissionais da Saúde, Educação, Comunicação Social, forças de defesa e segurança, funcionários do governo e das administrações municipais e idosos.

Disse que tão logo sejam disponibilizadas vacinas pelo Ministério da Saúde, a campanha vai se estender aos municípios de Capenda Camulemba, Lubalo, Cuilo e Caungula.

Filomena Simão apelou na ocasião, os cidadãos vacinados a redobrarem as medidas de biossegurança, porque podem ainda ser infectados pelo vírus.

Avançou que a comissão está a realizar testes nas comunidades onde foram diagnosticados novos casos, visando a implementação e/ou reforço de medidas que visam travar a propagação do vírus na região.

No total a província da Lunda Norte registou até agora 440 casos da Covid-19, dos quais quatro óbitos, 240 recuperados e 98 activos.