MPLA deplora ignorância das medidas de prevenção no Cunene

  • Cunene: Aglomeração de pessoas sem medidas se segurança
Ondjiva - O MPLA no Cunene apelou, quinta-feira, a população a reforçar o cumprimento das medidas de biossegurança e de prevenção à Covid-19.

Em declarações à ANGOP, o segundo secretário local do MPLA, Gonçalves Namueya, lamentou o facto de constatar-se com frequência aglomerados de pessoas nos mercados informais e bancos, sem respeitarem o distanciamento físico.

Criticou também o incumprimento no uso de máscaras, lavagem das mãos e desinfecção com álcool em gel, especialmente nas instituições e transportes públicos.

Lembrou que é urgente o engajamento de todos na consciencialização da população, para obedecer rigorosamente as recomendações de prevenção impostas pelo Ministério da Saúde.

Gonçalves Namueya pediu aos militantes a ser verdadeiros activistas na sensibilização cívica dos cidadãos, para aumento do conhecimento sobre a pandemia.

O porta-voz da Polícia Nacional no Cunene, intendente Nicolau Tuvekalela, informou que será reforçada a fiscalização nestes locais e, em caso de incumprimento,  os envolvidos serão responsabilizados.

Dos  209 casos positivos de Covid-19 confirmados na província do Cunene, dois resultaram em óbito. Os restantes foram já recuperados.

A província não regista qualquer caso da doença desde 15 de Dezembro último.

Em declarações à ANGOP, o segundo secretário local do MPLA, Gonçalves Namueya, lamentou o facto de constatar-se com frequência aglomerados de pessoas nos mercados informais e bancos, sem respeitarem o distanciamento físico.

Criticou também o incumprimento no uso de máscaras, lavagem das mãos e desinfecção com álcool em gel, especialmente nas instituições e transportes públicos.

Lembrou que é urgente o engajamento de todos na consciencialização da população, para obedecer rigorosamente as recomendações de prevenção impostas pelo Ministério da Saúde.

Gonçalves Namueya pediu aos militantes a ser verdadeiros activistas na sensibilização cívica dos cidadãos, para aumento do conhecimento sobre a pandemia.

O porta-voz da Polícia Nacional no Cunene, intendente Nicolau Tuvekalela, informou que será reforçada a fiscalização nestes locais e, em caso de incumprimento,  os envolvidos serão responsabilizados.

Dos  209 casos positivos de Covid-19 confirmados na província do Cunene, dois resultaram em óbito. Os restantes foram já recuperados.

A província não regista qualquer caso da doença desde 15 de Dezembro último.