Covid-19: PN detém 100 cidadãos e apreende meios diversos

Benguela – O comando provincial da Polícia Nacional em Benguela procedeu, nas últimas 72 horas, a detenção de 100 cidadãos e apreendeu 27 aparelhos de som, por violação do Decreto Presidencial sobre situação de calamidade pública.

Essa informação foi avançada esta terça-feira à ANGOP, pelo porta-voz da corporação, inspector-chefe Ernesto Tchiwale, adiantando que, no mesmo período, foram ainda apreendidas 26 viaturas diversas, 23 motorizadas e máquinas de jogo, por exercício de actividade à margem da lei.

O porta-voz disse que os órgãos operativos afectos ao comando da PN impediram a realização de 28 actividades religiosas, por não observância das medidas de biossegurança.

Segundo o responsável, a detenção dos 100 cidadãos deveu-se ao não uso de máscaras faciais na via pública e por circulação fora do horário estabelecido pelo Decreto.

Os implicados, segundo Ernesto Tchiwale, estão a pagar multas, de acordo com as infracções previstas no Decreto.

O responsável aproveitou a oportunidade para apelar a sociedade ao cumprimento obrigatório das medidas de biossegurança com vista a evitar a propagação da doença, sobretudo das novas variantes da Covid-19.

Essa informação foi avançada esta terça-feira à ANGOP, pelo porta-voz da corporação, inspector-chefe Ernesto Tchiwale, adiantando que, no mesmo período, foram ainda apreendidas 26 viaturas diversas, 23 motorizadas e máquinas de jogo, por exercício de actividade à margem da lei.

O porta-voz disse que os órgãos operativos afectos ao comando da PN impediram a realização de 28 actividades religiosas, por não observância das medidas de biossegurança.

Segundo o responsável, a detenção dos 100 cidadãos deveu-se ao não uso de máscaras faciais na via pública e por circulação fora do horário estabelecido pelo Decreto.

Os implicados, segundo Ernesto Tchiwale, estão a pagar multas, de acordo com as infracções previstas no Decreto.

O responsável aproveitou a oportunidade para apelar a sociedade ao cumprimento obrigatório das medidas de biossegurança com vista a evitar a propagação da doença, sobretudo das novas variantes da Covid-19.