Covid-19: Responsável apela população para redobrar as medidas de biossegurança

  • Director do Gabinete Provincial da Saúde na Lunda Sul,  Viegas de Almeida
Saurimo – O coordenador adjunto da Comissão Provincial de Resposta Rápida à Covid-19, na Lunda Sul, Viegas de Almeida, apelou, esta quarta-feira, à população no sentido de redobrar as medidas de biossegurança, para fazer face ao aumento de casos na região.

Falando em conferência de imprensa a propósito da situação epidemiológica da província, que considerou preocupante  tendo em conta o elevado número de casos positivos nas vizinhas províncias da Lunda Norte e Moxico, disse que serão reforçadas as medidas de biossegurança nas entradas da cidade de Saurimo, para evitar a propagação da doença.

Adiantou que, actualmente, se encontram internados, no Centro de Tratamento do Mulombe, 49 doentes com Covid-19, números muito expressivos, tendo em conta a capacidade de internamento da unidade criada especificamente para atender pacientes do género.

Explicou que os casos foram diagnosticados nas unidades sanitárias e nos postos de testagem para viagens, sendo o Hospital Geral da Lunda Sul a registar maior número.

Acrescentou que os hospitais estão orientados a criarem salas para isolarem pacientes suspeitos da doença, com vista a evitar a propagação da doença.

Viegas de Almeida sublinhou que caso a população insista em baixar a guarda, o sector da saúde poderá colapsar.

Para medir o barómetro da situação da Covid-19 na província,    a comissão vai colher, na quinta-feira, 29, mais de mil amostras com zaragatoas no mercado do Candembe.

O também director do Gabinete Provincial da Saúde sublinhou que a não observância das medidas de biossegurança pode levar a um desfecho negativo.

A província da Lunda Sul regista 500 casos positivos, sendo que 49 estão activos, 443 recuperados e oito óbitos.

 

Falando em conferência de imprensa a propósito da situação epidemiológica da província, que considerou preocupante  tendo em conta o elevado número de casos positivos nas vizinhas províncias da Lunda Norte e Moxico, disse que serão reforçadas as medidas de biossegurança nas entradas da cidade de Saurimo, para evitar a propagação da doença.

Adiantou que, actualmente, se encontram internados, no Centro de Tratamento do Mulombe, 49 doentes com Covid-19, números muito expressivos, tendo em conta a capacidade de internamento da unidade criada especificamente para atender pacientes do género.

Explicou que os casos foram diagnosticados nas unidades sanitárias e nos postos de testagem para viagens, sendo o Hospital Geral da Lunda Sul a registar maior número.

Acrescentou que os hospitais estão orientados a criarem salas para isolarem pacientes suspeitos da doença, com vista a evitar a propagação da doença.

Viegas de Almeida sublinhou que caso a população insista em baixar a guarda, o sector da saúde poderá colapsar.

Para medir o barómetro da situação da Covid-19 na província,    a comissão vai colher, na quinta-feira, 29, mais de mil amostras com zaragatoas no mercado do Candembe.

O também director do Gabinete Provincial da Saúde sublinhou que a não observância das medidas de biossegurança pode levar a um desfecho negativo.

A província da Lunda Sul regista 500 casos positivos, sendo que 49 estão activos, 443 recuperados e oito óbitos.