Covid-19: Trinta e um novos casos e sete recuperados nas últimas 24 horas em Angola

  • Vacinação contra a Covid-19
Luanda – Trinta e um novos casos, sete pacientes recuperados e dois óbitos é o registo da Covid-19, nas últimas 24 horas, em Angola.

Conforme o boletim clínico a que a ANGOP teve acesso,  entre os novos casos, 25 foram diagnosticados em Luanda, 3 no Huambo,  1 em Cabinda, 1 no Zaire e 1 na Huíla.

Entre os novos pacientes,  cujas idades variam dos 7 aos 74 anos, 22 são do sexo masculino e 9 do sexo feminino.

Os óbitos foram registados nas províncias de Luanda e do Huambo.

Os recuperados, de acordo com os dados disponíveis, residem todos na província de Luanda.

 Angola tem um registo de 21.086 casos, com 514 óbitos, 19.647 recuperados e 925 activos.

Dos activos, três em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 8 graves, 37 moderados, 18 com sintomas leves e 859 assintomáticos.

Os laboratórios nacionais processaram, nas últimas 24 horas, 658  amostras.

Nos centros de internamento estão em tratamento 66 doentes, enquanto 43  pessoas estão nos centro de quarentena institucional.

As autoridades sanitárias mantêm sob vigilância epidemiológica 1.431 contactos de casos positivos.

Conforme o boletim clínico a que a ANGOP teve acesso,  entre os novos casos, 25 foram diagnosticados em Luanda, 3 no Huambo,  1 em Cabinda, 1 no Zaire e 1 na Huíla.

Entre os novos pacientes,  cujas idades variam dos 7 aos 74 anos, 22 são do sexo masculino e 9 do sexo feminino.

Os óbitos foram registados nas províncias de Luanda e do Huambo.

Os recuperados, de acordo com os dados disponíveis, residem todos na província de Luanda.

 Angola tem um registo de 21.086 casos, com 514 óbitos, 19.647 recuperados e 925 activos.

Dos activos, três em estado crítico com ventilação mecânica invasiva, 8 graves, 37 moderados, 18 com sintomas leves e 859 assintomáticos.

Os laboratórios nacionais processaram, nas últimas 24 horas, 658  amostras.

Nos centros de internamento estão em tratamento 66 doentes, enquanto 43  pessoas estão nos centro de quarentena institucional.

As autoridades sanitárias mantêm sob vigilância epidemiológica 1.431 contactos de casos positivos.