Covid-19: União Europeia doa 290 mil Euros para mitigar efeitos nas famílias

  • Dístico do Covid-19 Novo Coronavírus
Baia Farta – Duzentos e noventa mil Euros foram disponibilizados pela União Europeia para mitigar o impacto económico e social da Covid-19 em famílias carentes das províncias de Benguela e Malanje.

Essa informação foi avançada pelo assistente da ONG Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente – antena Benguela, Paulino Chamuene, na comuna da Ekimina (Baía Farta), explicando que a verba começou a ser disponibilizada em Outubro último.

A nível de Benguela, referiu, 1.058 pessoas vão beneficiar desse apoio nos municípios da Baía Farta, Cubal e Ganda, essencialmente em acções no domínio agrícola, educativas e de aconselhamento desenvolvidas pela ADRA.

Neste momento, a ADRA está a realizar uma palestra sobre “A importância do saneamento básico do meio”, na comuna da Ekimina (120 quilómetros a sul da cidade de Benguela), visando alertar a população sobre os riscos do mau acondicionamento dos resíduos sólidos, o que pode levar ao surgimento de casos de diarreia, malária e outras enfermidades.

Informou que dia nove de Dezembro, a equipa da ADRA vai retornar àquela zona para ensinar os moradores a instalar sistemas de lavagem das mãos com materiais locais e realizar outras actividades para o fomento da agricultura, como a distribuição de inputs agrícolas.

Com efeito, Angelino João, presidente da cooperativa agrícola “Beliakwa”, cujos integrantes participam da formação, informou que estão associados 69 membros, sendo por isso vital essa ajuda da UE para salvaguarda da saúde das pessoas e redução dos prejuízos decorrentes da pandemia.

A cooperativa controla 736 hectares, incluindo alguns espaços individuais dos cooperativistas, cuja produção principal tem sido a cebola, o feijão, pimento e o milho.

As comunas da Ekimina, Caloanga e Dombe Grande pertencem ao município da Baía Farta, na província de Benguela.

Essa informação foi avançada pelo assistente da ONG Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente – antena Benguela, Paulino Chamuene, na comuna da Ekimina (Baía Farta), explicando que a verba começou a ser disponibilizada em Outubro último.

A nível de Benguela, referiu, 1.058 pessoas vão beneficiar desse apoio nos municípios da Baía Farta, Cubal e Ganda, essencialmente em acções no domínio agrícola, educativas e de aconselhamento desenvolvidas pela ADRA.

Neste momento, a ADRA está a realizar uma palestra sobre “A importância do saneamento básico do meio”, na comuna da Ekimina (120 quilómetros a sul da cidade de Benguela), visando alertar a população sobre os riscos do mau acondicionamento dos resíduos sólidos, o que pode levar ao surgimento de casos de diarreia, malária e outras enfermidades.

Informou que dia nove de Dezembro, a equipa da ADRA vai retornar àquela zona para ensinar os moradores a instalar sistemas de lavagem das mãos com materiais locais e realizar outras actividades para o fomento da agricultura, como a distribuição de inputs agrícolas.

Com efeito, Angelino João, presidente da cooperativa agrícola “Beliakwa”, cujos integrantes participam da formação, informou que estão associados 69 membros, sendo por isso vital essa ajuda da UE para salvaguarda da saúde das pessoas e redução dos prejuízos decorrentes da pandemia.

A cooperativa controla 736 hectares, incluindo alguns espaços individuais dos cooperativistas, cuja produção principal tem sido a cebola, o feijão, pimento e o milho.

As comunas da Ekimina, Caloanga e Dombe Grande pertencem ao município da Baía Farta, na província de Benguela.