Covid-19: Vinte por cento da população do Cunene será vacinada

  • Técnicos de saúde a serem vacinados contra a Covid-19
Ondjiva – Duzentos e 15 mil 749 pessoas, equivalente a 20 porcento da população da província do Cunene, será abrangida na primeira fase da campanha de vacinação contra à Covid-19, que inicia sexta-feira.

Em declarações hoje à Angop, o chefe de Departamento de Saúde Pública no Cunene, Félix Belarmino, disse que estão abrangidos pessoas idosas, profissionais da saúde, educação e elementos afectos às forças de ordem e segurança.

Explicou que a vacina será administrada em duas doses, num espaço de dois meses, devendo ser também aplicada a cidadãos singulares a partir dos 65 anos de idade, que representam o maior risco de contaminação da doença.

Fez saber que as doses da vacina chegam em breve na província, pois actualmente decorrem acertos de questões logísticas a nível do Ministério da Saúde.

Informou que iniciou no dia 29 de Março o cadastramento das pessoas a vacinar, com vista a facilitar o seu controlo na altura de apanharem a segunda dose, necessária e obrigatória, para garantir a imunidade no corpo.

Félix Belarmino sublinhou que o Gabinete da Saúde e parceiros estão a sensibilizar a população sobre a importância da vacina, que tem como objectivo aumentar a imunidade no organismo e prevenir à covid-19.

A província do Cunene conta 220 casos confirmados, destes 215 recuperados, três activos e dois óbitos.

 

Em declarações hoje à Angop, o chefe de Departamento de Saúde Pública no Cunene, Félix Belarmino, disse que estão abrangidos pessoas idosas, profissionais da saúde, educação e elementos afectos às forças de ordem e segurança.

Explicou que a vacina será administrada em duas doses, num espaço de dois meses, devendo ser também aplicada a cidadãos singulares a partir dos 65 anos de idade, que representam o maior risco de contaminação da doença.

Fez saber que as doses da vacina chegam em breve na província, pois actualmente decorrem acertos de questões logísticas a nível do Ministério da Saúde.

Informou que iniciou no dia 29 de Março o cadastramento das pessoas a vacinar, com vista a facilitar o seu controlo na altura de apanharem a segunda dose, necessária e obrigatória, para garantir a imunidade no corpo.

Félix Belarmino sublinhou que o Gabinete da Saúde e parceiros estão a sensibilizar a população sobre a importância da vacina, que tem como objectivo aumentar a imunidade no organismo e prevenir à covid-19.

A província do Cunene conta 220 casos confirmados, destes 215 recuperados, três activos e dois óbitos.