Covid-19: Saúde intensifica sensibilização contra doença

  • Vacina contra à Covid-19
Sumbe – As autoridades sanitárias do Cuanza Sul vão intensificar a sensibilização da população sobre as medidas de prevenção da Covid-19, nos 12 municípios da província, soube hoje a ANGOP.

A decisão saiu de uma reunião da Comissão Técnica Provincial para Resposta à Pandemia, orientada pelo governador provincial, Job Capapinha.

O responsável orientou que, doravante, as informações sobre a Covid-19 e formas de prevenção devem chegar a toda população, recorrendo-se também ao uso das línguas nacionais.

Actualmente, a sensibilização tem sido feita com maior incidência nos grandes aglomerados populacionais, com a colaboração da Polícia Nacional.

O governador provincial apelou aos cidadãos que cumpram rigorosamente as medidas de prevenção, usando máscaras faciais de forma correcta, lavagem frequente das mãos com água e sabão ou desinfectando-as com alcoól em gel e respeitando o distanciamento físico.

O responsável encorajou as pessoas a aderirem à vacinação, por ser uma medida preventiva.

“Deve-se informar os cidadãos sobre as vantagens da vacina e o perigo para quem não a tomar”, aconselhou.

Por sua vez, o director do Gabinete Provincial da Saúde e coordenador adjunto da Comissão Técnica, Felizardo Manuel, adiantou que a província registou até ao momento seis óbitos, 40 casos activos nos municípios do Sumbe e do Libolo, e 518 recuperados.

Dos 29 casos em quarentena, 28 estão em domicílios e um institucional, nos municípios do Sumbe (15) e Libolo (14).

Informou ainda que foram enviadas ao Centro de Diagnástico Laboratorial de Viana, em Luanda, 72 amostras de casos em seguimento dos municípios do Sumbe, Cela e Libolo.

A província conta com um cumulativo de cinco mil e 710 amostras processadas por RT-PCR, desde o início da pandemia.

Relativamente à vacinação, fez saber que durante a primeira fase foram vacinadas 22.865 pessoas e na segunda, até ao momento, 19 mil e 350.

O encerramento da vacinação da segunda dose está prevista para o dia 18 do corrente.

A decisão saiu de uma reunião da Comissão Técnica Provincial para Resposta à Pandemia, orientada pelo governador provincial, Job Capapinha.

O responsável orientou que, doravante, as informações sobre a Covid-19 e formas de prevenção devem chegar a toda população, recorrendo-se também ao uso das línguas nacionais.

Actualmente, a sensibilização tem sido feita com maior incidência nos grandes aglomerados populacionais, com a colaboração da Polícia Nacional.

O governador provincial apelou aos cidadãos que cumpram rigorosamente as medidas de prevenção, usando máscaras faciais de forma correcta, lavagem frequente das mãos com água e sabão ou desinfectando-as com alcoól em gel e respeitando o distanciamento físico.

O responsável encorajou as pessoas a aderirem à vacinação, por ser uma medida preventiva.

“Deve-se informar os cidadãos sobre as vantagens da vacina e o perigo para quem não a tomar”, aconselhou.

Por sua vez, o director do Gabinete Provincial da Saúde e coordenador adjunto da Comissão Técnica, Felizardo Manuel, adiantou que a província registou até ao momento seis óbitos, 40 casos activos nos municípios do Sumbe e do Libolo, e 518 recuperados.

Dos 29 casos em quarentena, 28 estão em domicílios e um institucional, nos municípios do Sumbe (15) e Libolo (14).

Informou ainda que foram enviadas ao Centro de Diagnástico Laboratorial de Viana, em Luanda, 72 amostras de casos em seguimento dos municípios do Sumbe, Cela e Libolo.

A província conta com um cumulativo de cinco mil e 710 amostras processadas por RT-PCR, desde o início da pandemia.

Relativamente à vacinação, fez saber que durante a primeira fase foram vacinadas 22.865 pessoas e na segunda, até ao momento, 19 mil e 350.

O encerramento da vacinação da segunda dose está prevista para o dia 18 do corrente.