Hospital do Icolo e Bengo ganha espaço de educação nutricional

Luanda – Um espaço para educação e recuperação nutricional, com capacidade para 25 utentes, foi criado, em Dezembro último, no hospital municipal do Icolo e Bengo, em Catete, província de Luanda, com o objectivo de reduzir os casos de desnutrição em crianças até aos cinco anos de idade.

Segundo o director-geral da referida unidade hospitalar, Renato Palma, em declarações à ANGOP, hoje, segunda-feira,a infra-estrutura vai atender igualmente parturientes, e instruí-las a confeccionar alimentos que tenham nutrientes adequadas para elas e as crianças, com base nos produtos existentes nas suas respectivas regiões.

O espaço integra um consultório, uma área de recreação para crianças, bem como uma cozinha, assegurada por um técnico superior em nutrição, e dois técnicos de nível médio, e funciona como um órgão central, tendo como suporte os centros e postos de saúde que deverão enviar os casos graves de desnutrição para Catete.

O projecto, de iniciativa do Ministério da Saúde, em parceria com o Banco Mundial, funciona num espaço totalmente reabilitado pela Administração municipal.

Segundo o director-geral da referida unidade hospitalar, Renato Palma, em declarações à ANGOP, hoje, segunda-feira,a infra-estrutura vai atender igualmente parturientes, e instruí-las a confeccionar alimentos que tenham nutrientes adequadas para elas e as crianças, com base nos produtos existentes nas suas respectivas regiões.

O espaço integra um consultório, uma área de recreação para crianças, bem como uma cozinha, assegurada por um técnico superior em nutrição, e dois técnicos de nível médio, e funciona como um órgão central, tendo como suporte os centros e postos de saúde que deverão enviar os casos graves de desnutrição para Catete.

O projecto, de iniciativa do Ministério da Saúde, em parceria com o Banco Mundial, funciona num espaço totalmente reabilitado pela Administração municipal.