Hospital Materno Infantil da Lunda Norte sem dadores de sangue

  • Bolsas de Sangue
Dundo – O Hospital provincial materno infantil da Lunda Norte debate-se com a falta de dadores voluntários, obrigando a que familiares paguem alguns cidadãos para socorrer os pacientes que necessitam de transfusão sanguínea.

De acordo com a responsável da hemoterapia daquela unidade sanitária, Rosária Muatximica, a instituição regista ruptura nos dois bancos de sangue, com capacidade de armazenar 15 mil litros de sangue.

Os pacientes com anemias, hemorragias pós-parto e submetidos a cesarianas, avançou, por ruptura e/ou falta de sangue, negociam com alguns cidadão que se disponibilizam em fazer a transfusão.

No primeiro semestre deste ano a unidade realizou mil e 490 transfusões de sangue, doados por várias organizações da sociedade civil.

Apelou as organizações da sociedade civil, sobretudo as igrejas, no sentido de promoverem campanhas de doação de sangue, com vista a manter o banco de sangue com reservas.

Localizado no distrito urbano do Mussungue, Chitato, o hospital materno-infantil, que funciona desde 2014, tem uma capacidade ara internar 100 pacientes.

De acordo com a responsável da hemoterapia daquela unidade sanitária, Rosária Muatximica, a instituição regista ruptura nos dois bancos de sangue, com capacidade de armazenar 15 mil litros de sangue.

Os pacientes com anemias, hemorragias pós-parto e submetidos a cesarianas, avançou, por ruptura e/ou falta de sangue, negociam com alguns cidadão que se disponibilizam em fazer a transfusão.

No primeiro semestre deste ano a unidade realizou mil e 490 transfusões de sangue, doados por várias organizações da sociedade civil.

Apelou as organizações da sociedade civil, sobretudo as igrejas, no sentido de promoverem campanhas de doação de sangue, com vista a manter o banco de sangue com reservas.

Localizado no distrito urbano do Mussungue, Chitato, o hospital materno-infantil, que funciona desde 2014, tem uma capacidade ara internar 100 pacientes.