Covid-19: Lunda Sul reforçada com mais de 30 mil vacinas

  • Vacina contra a Covid-19
Saurimo - Trinta e nove mil vacinas da Astrazeneca, Pfizer e da Johnson&Johnson chegaram segunda-feira, em Saurimo, província da Lunda sul, após 15 dias de rotura.

Em declarações hoje, terça-feira, à ANGOP, o coordenador adjunto da comissão provincial de resposta rápida à pandemia na Lunda Sul, Viegas de Almeida, informou que as vacinas chegaram num bom momento, uma vez que a província tinha apenas 30 mil doses da Sinopharm.

Adiantou que deste número de vacinas, 17 mil são da Astrazenica, 16 da Pfizer e seis da Johnson&Johnson, esta última a prioridade será para as zonas fronteiriças, pelo facto de ser a dose única e dada a distância com as sedes municipais.

Viegas de Almeida avançou que os três postos de vacinação existentes, têm registado uma adesão considerável, com média diária total de dois mil vacinados, o que satisfaz as autoridades sanitárias.

Conforme o responsável até ao momento já foram vacinadas 120 mil pessoas, sendo uma com duas e dose única.

Reiterou a população a continuar com o mesmo espírito cumpridor, de modo a que se consiga vacinar os mais de 300 mil pessoas cadastradas a nível da província.

Luanda Sul não regista já há algum tempo casos positivos da doença.

 

Em declarações hoje, terça-feira, à ANGOP, o coordenador adjunto da comissão provincial de resposta rápida à pandemia na Lunda Sul, Viegas de Almeida, informou que as vacinas chegaram num bom momento, uma vez que a província tinha apenas 30 mil doses da Sinopharm.

Adiantou que deste número de vacinas, 17 mil são da Astrazenica, 16 da Pfizer e seis da Johnson&Johnson, esta última a prioridade será para as zonas fronteiriças, pelo facto de ser a dose única e dada a distância com as sedes municipais.

Viegas de Almeida avançou que os três postos de vacinação existentes, têm registado uma adesão considerável, com média diária total de dois mil vacinados, o que satisfaz as autoridades sanitárias.

Conforme o responsável até ao momento já foram vacinadas 120 mil pessoas, sendo uma com duas e dose única.

Reiterou a população a continuar com o mesmo espírito cumpridor, de modo a que se consiga vacinar os mais de 300 mil pessoas cadastradas a nível da província.

Luanda Sul não regista já há algum tempo casos positivos da doença.