MINSA destaca resiliência dos profissionais da saúde

  • Ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, durante visita a unidades hospitalares em Moçâmedes
Luanda – A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, destacou, este sábado, a capacidade de adaptação e o heroísmo dos profissionais da saúde neste período de resistência e de resiliência que colocou à prova o humanismo, a solidariedade e a competência.

Em mensagem dirigida aos quadros do sector, no âmbito do Dia Nacional do Trabalhador de Saúde, a ministra recorda que o país está a viver o maior desafio, com a pandemia da Covid-19 a afectar, severamente as famílias, a sociedade e a economia angolana.

“Contudo, a transmissão da Covid-19 só será efectivamente controlada com a participação activa, organizada e sustentada de toda a sociedade e das famílias, visando reduzir o risco de propagação da doença, contando para o efeito com aqueles que se encontram na linha da frente, designadamente os trabalhadores da saúde, pela sua resiliência, pela sua comunhão de propósitos e pelo sentido humanitário com que revestem a prestação dos serviços”, adianta.

Prestando tributo aos trabalhadores falecidos e às famílias enlutadas, a ministra destaca os profissionais que, mesmo tendo sido atingidos pela doença, evidenciam uma notável resiliência e se mantêm firmes face ao risco e aos desafios para que a prestação dos serviços de saúde humanizados não seja afectada na sua qualidade e dimensão, inspirando para novas energias, na prossecução do objectivo fundamental: Salvar vidas.  

Conforme a governante, o processo de vacinação contra a Covid-19 dá uma renovada confiança para apoiar o esforço nacional para debelar a pandemia, para o início da de uma recuperação social e económica sustentada, garantindo às novas gerações um país mais justo, mais próspero e mais moderno.

Sílvia Lutucuta enfatiza a importância da implementação por todas as unidades sanitárias e instituições das medidas para melhorar a segurança dos trabalhadores e de todas as pessoas que procuram os serviços, dando particular ênfase a medidas que promovam e implementem a tolerância zero à violência contra profissionais de saúde e promovam o seu bem-estar psicológico.

A ministra reafirma o compromisso do Ministério da Saúde (MINSA) e do Executivo Angolano na melhoria das condições de trabalho, da segurança e na valorização de todos os trabalhadores da saúde em todos os lugares.

Em mensagem dirigida aos quadros do sector, no âmbito do Dia Nacional do Trabalhador de Saúde, a ministra recorda que o país está a viver o maior desafio, com a pandemia da Covid-19 a afectar, severamente as famílias, a sociedade e a economia angolana.

“Contudo, a transmissão da Covid-19 só será efectivamente controlada com a participação activa, organizada e sustentada de toda a sociedade e das famílias, visando reduzir o risco de propagação da doença, contando para o efeito com aqueles que se encontram na linha da frente, designadamente os trabalhadores da saúde, pela sua resiliência, pela sua comunhão de propósitos e pelo sentido humanitário com que revestem a prestação dos serviços”, adianta.

Prestando tributo aos trabalhadores falecidos e às famílias enlutadas, a ministra destaca os profissionais que, mesmo tendo sido atingidos pela doença, evidenciam uma notável resiliência e se mantêm firmes face ao risco e aos desafios para que a prestação dos serviços de saúde humanizados não seja afectada na sua qualidade e dimensão, inspirando para novas energias, na prossecução do objectivo fundamental: Salvar vidas.  

Conforme a governante, o processo de vacinação contra a Covid-19 dá uma renovada confiança para apoiar o esforço nacional para debelar a pandemia, para o início da de uma recuperação social e económica sustentada, garantindo às novas gerações um país mais justo, mais próspero e mais moderno.

Sílvia Lutucuta enfatiza a importância da implementação por todas as unidades sanitárias e instituições das medidas para melhorar a segurança dos trabalhadores e de todas as pessoas que procuram os serviços, dando particular ênfase a medidas que promovam e implementem a tolerância zero à violência contra profissionais de saúde e promovam o seu bem-estar psicológico.

A ministra reafirma o compromisso do Ministério da Saúde (MINSA) e do Executivo Angolano na melhoria das condições de trabalho, da segurança e na valorização de todos os trabalhadores da saúde em todos os lugares.