Namibe: Autoridades preocupadas com saúde mental dos profissionais

  • Director do Gabinete Provincial da Saúde no Namibe, Corintios Miguel
Moçâmedes - O Gabinete Provincial da Saúde no Namibe está preocupado com a saúde mental dos seus profissionais, médicos e enfermeiros, devido a sobrecarga de trabalho no âmbito da prevenção e combate à pandemia da COVID-19 que assola o mundo e o pais até ao momento.

Em declarações hoje à Angop, o director do Gabinete Provincial da Saúde no Namibe, Corintios Miguel disse que esta preocupação obrigou o sector a realizar acções de formação psicológica no seio dos seus profissionais, nomeadamente gestores de unidades sanitárias, médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar que deram  o seu contributo para que a provincia epidemiologicamente esteja estável até ao momento.

“É preciso cuidarmos da  saúde mental dos nosso  profissionais de saúde, pois muitos deles vão se sentindo desgastados e é preciso que tenham uma acção psicológica para podermos lidar não só com a Covid-19, mas para que caso tenhamos o surgimento da nova variante, não possamos mais entrar em pânico, mas sim, estarmos todos preparados e com a mesma dinâmica que se impôs até ao momento”, disse o responsável.

Acrescentou que a referida acção formativa contará com médicos psicológos que vaõ dar todo o suporte clínico em termos de aconselhamento e outros, para que o profissional de saúde possa se sentir feliz e optimista na sua actividade laboral.

A referida acção que começa amanhã, terça-feira, segundo ainda o responsável vai igualmente abranger organismos do Estado e insituições privadas, municiando os funcionáios de conhecimentos  clinicos.

Apontou ainda outros desafios que o sector está a levar a cabo, como a preparação de condições para a campanha de vacinação da Covid-19, a criação de mecanismos para lidar com a nova variante e a continuidade do processo de formação de especialização, estando já seleccionados 16 técnicos, sendo oito médicos que este mês seguem para as provincias de Luanda, Humabo, Benguela e Cunene para o efeito, dando assim um contributo para o sector no campo técnico e cientifico.

Apelou a população a continuar a redobrar as medidas de prevenção, como o uso da máscara, lavagem das mãos com água e sabão e o distanciamento.

Informou que a provincia foi reforçada com três mil testes rápidos e nas últimas 24 horas foram identificados 13 casos suspeitos. Até ao momento foram registados 211 casos, dos quais dois activos, 208 recuperados e 60 amostras aguardam para serem enviadas aos laboratórios de referência.

Para aqueles munícipes que doravante poderão receber familiares vindos de países com a nova Variante, o responsável aconselha a denunciarem caso não estejam a cumprir com a quarentena domiciliar.

Em declarações hoje à Angop, o director do Gabinete Provincial da Saúde no Namibe, Corintios Miguel disse que esta preocupação obrigou o sector a realizar acções de formação psicológica no seio dos seus profissionais, nomeadamente gestores de unidades sanitárias, médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar que deram  o seu contributo para que a provincia epidemiologicamente esteja estável até ao momento.

“É preciso cuidarmos da  saúde mental dos nosso  profissionais de saúde, pois muitos deles vão se sentindo desgastados e é preciso que tenham uma acção psicológica para podermos lidar não só com a Covid-19, mas para que caso tenhamos o surgimento da nova variante, não possamos mais entrar em pânico, mas sim, estarmos todos preparados e com a mesma dinâmica que se impôs até ao momento”, disse o responsável.

Acrescentou que a referida acção formativa contará com médicos psicológos que vaõ dar todo o suporte clínico em termos de aconselhamento e outros, para que o profissional de saúde possa se sentir feliz e optimista na sua actividade laboral.

A referida acção que começa amanhã, terça-feira, segundo ainda o responsável vai igualmente abranger organismos do Estado e insituições privadas, municiando os funcionáios de conhecimentos  clinicos.

Apontou ainda outros desafios que o sector está a levar a cabo, como a preparação de condições para a campanha de vacinação da Covid-19, a criação de mecanismos para lidar com a nova variante e a continuidade do processo de formação de especialização, estando já seleccionados 16 técnicos, sendo oito médicos que este mês seguem para as provincias de Luanda, Humabo, Benguela e Cunene para o efeito, dando assim um contributo para o sector no campo técnico e cientifico.

Apelou a população a continuar a redobrar as medidas de prevenção, como o uso da máscara, lavagem das mãos com água e sabão e o distanciamento.

Informou que a provincia foi reforçada com três mil testes rápidos e nas últimas 24 horas foram identificados 13 casos suspeitos. Até ao momento foram registados 211 casos, dos quais dois activos, 208 recuperados e 60 amostras aguardam para serem enviadas aos laboratórios de referência.

Para aqueles munícipes que doravante poderão receber familiares vindos de países com a nova Variante, o responsável aconselha a denunciarem caso não estejam a cumprir com a quarentena domiciliar.