“12 Discípulos” doam sangue ao HGM

LuEna – Vinte bolsas de sangue foram doadas este domingo, ao Hospital Geral do Moxico, numa iniciativa do movimento de desporto motorizado, denominado “12 Discípulos do Asfalto”.

A actividade enquadra-se nas acções solidárias, patriotismo e irmandade que a associação desenvolve desde a sua existência, no Moxico, há mais de um ano.

O Hospital Geral do Moxico (HGM) possui uma hemoterapia constituída por três bancos de sangue, com capacidade para 90, 70 e 80 bolsas, cada, registando-se, nesse período, uma relativa estabilidade de stock.   

Para o presidente da Associação provincial de Dadores de Sangue, António Pinto Matabicho, o acto se reveste de um “profundo sentimento patriótico”, que espera inspirar outros jovens para ajudar a salvar vidas.

Afirmou que desta forma minimiza-se a escassez de sangue, muitas vezes registada na hemoterapia do HGH, que, pela sua grandeza, tem a missão de atender toda rede hospitalar da província.

Já o presidente dos 12 Discípulos do Asfalto, Osvaldo Miúdo, assumiu o compromisso de tornar regular a acção de doação de sangue, prevendo repetir o gesto trimestralmente.

Entre as acções em carteira, disse constar uma deslocação ao fronteiriço do Luau (334 quilómetros a leste do Luena), para doar,em data a anunciar, bens de primeira necessidade à população assolada pelas chuvas de Novembro último.

 

A actividade enquadra-se nas acções solidárias, patriotismo e irmandade que a associação desenvolve desde a sua existência, no Moxico, há mais de um ano.

O Hospital Geral do Moxico (HGM) possui uma hemoterapia constituída por três bancos de sangue, com capacidade para 90, 70 e 80 bolsas, cada, registando-se, nesse período, uma relativa estabilidade de stock.   

Para o presidente da Associação provincial de Dadores de Sangue, António Pinto Matabicho, o acto se reveste de um “profundo sentimento patriótico”, que espera inspirar outros jovens para ajudar a salvar vidas.

Afirmou que desta forma minimiza-se a escassez de sangue, muitas vezes registada na hemoterapia do HGH, que, pela sua grandeza, tem a missão de atender toda rede hospitalar da província.

Já o presidente dos 12 Discípulos do Asfalto, Osvaldo Miúdo, assumiu o compromisso de tornar regular a acção de doação de sangue, prevendo repetir o gesto trimestralmente.

Entre as acções em carteira, disse constar uma deslocação ao fronteiriço do Luau (334 quilómetros a leste do Luena), para doar,em data a anunciar, bens de primeira necessidade à população assolada pelas chuvas de Novembro último.