Administrador do Huambo aposta na melhoria do saneamento básico

Huambo - O novo administrador do município do Huambo, Fernando Ferreira Vicente, apontou hoje, quarta-feira, a melhoria do saneamento básico na zona urbana e periférica e o repovoamento florestal como as principais apostas.

Em declarações à imprensa, após ser empossado no cargo, em substituição de João Calão Manuel Figueiredo, justificou que o reforço da recolha dos resíduos sólidos e o repovoamento florestal vai contribuir na elevação da cidade do Huambo a 1ª Capital Ecológica de Angola.

As autoridades locais trabalham há nove anos para transformarem esta região na Cidade Ecológica de Angola, com olhos postos na educação e protecção ambiental, bem como na definição e implementação de projectos com impacto directo no ambiente.

Fernando Ferreira Vicente disse que para concretização deste desiderato irá incentivar a reestruturação e o fortalecimento das comissões de moradores, para uma gestão mais participativa e virada para as comunidades, a fim de promover o desenvolvimento económico-social.

Especialista em ginecologia, antes de ser nomeado administrador do município do Huambo, sede da província com o mesmo nome, Fernando Ferreira Vicente exercia o cargo de director do Centro de Medina Física e de Reabilitação “Princesa Diana”.

Considerada, no passado, por cidade vida de Angola, a sede da província do Huambo foi fundada a 21 de Setembro de 1912,  pelo então governador-geral de Angola, general José Mendes Ribeiro Norton de Mato.

O nome da urbe se deve ao exímio caçador Wambo Kalunga, que oriundo da região do Waku Kungo (Cuanza Sul), foi instalar-se, no século XV, no território da Caála, nesta província, nas zonas do Ussombo, Makolo e Kondombe.

O município do Huambo, um dos 11 da província com o mesmo nome, tem uma população estimada em 872 mil e 901 habitantes, distribuídos em três comunas (Sede, Calima e Chipipa).

 

 

Em declarações à imprensa, após ser empossado no cargo, em substituição de João Calão Manuel Figueiredo, justificou que o reforço da recolha dos resíduos sólidos e o repovoamento florestal vai contribuir na elevação da cidade do Huambo a 1ª Capital Ecológica de Angola.

As autoridades locais trabalham há nove anos para transformarem esta região na Cidade Ecológica de Angola, com olhos postos na educação e protecção ambiental, bem como na definição e implementação de projectos com impacto directo no ambiente.

Fernando Ferreira Vicente disse que para concretização deste desiderato irá incentivar a reestruturação e o fortalecimento das comissões de moradores, para uma gestão mais participativa e virada para as comunidades, a fim de promover o desenvolvimento económico-social.

Especialista em ginecologia, antes de ser nomeado administrador do município do Huambo, sede da província com o mesmo nome, Fernando Ferreira Vicente exercia o cargo de director do Centro de Medina Física e de Reabilitação “Princesa Diana”.

Considerada, no passado, por cidade vida de Angola, a sede da província do Huambo foi fundada a 21 de Setembro de 1912,  pelo então governador-geral de Angola, general José Mendes Ribeiro Norton de Mato.

O nome da urbe se deve ao exímio caçador Wambo Kalunga, que oriundo da região do Waku Kungo (Cuanza Sul), foi instalar-se, no século XV, no território da Caála, nesta província, nas zonas do Ussombo, Makolo e Kondombe.

O município do Huambo, um dos 11 da província com o mesmo nome, tem uma população estimada em 872 mil e 901 habitantes, distribuídos em três comunas (Sede, Calima e Chipipa).