Administrador exige celeridade nas obras do PIIM

Saurimo - O administrador municipal de Saurimo, Neves Romão, solicitou, nesta quarta-feira, celeridade aos empreiteiros com obras adjudicadas no âmbito do Plano Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM) na região, tendo em vista a conclusão das empreitadas nos prazos previstos.

O responsável teceu essas considerações durante um encontro que manteve com os empreiteiros e fiscais das empreitadas, para avaliar o nível de execução das obras em curso, tendo em conta as fortes pluviosidades que se abatem sobre a região.

Neves Romão afirmou que actualmente as obras em curso estão entre 15 a 20 porcento de execução física, com realce aos postos médicos, escolas, lancis, ruas terciárias e secundárias e quer dos empreiteiros o cumprimento dos prazos contratuais.

Até ao momento, precisou, os valores rondam os mais de dois mil milhões 367 milhões, 360 mil e 384 Kwanzas.

Para as empresas de fiscalização, o administrador municipal, disse ser importante que acompanhem as obras, para que possam ter qualidade desejada e durabilidade.

Emprego

A execução destes projectos permitiu o enquadramento de mais de 500 postos de trabalhos directos e indirectos para os jovens locais, com formação profissional e não só.

Por seu turno, Mário Miúdo (munícipe) disse ter ganho o seu primeiro emprego na obra de construção e reabilitação do campo polidesportivo, na área de soldadura e com o que ganha tem ajudado a pagar os estudos e a compra de alimentação para a família.

Luís Catraio (munícipe) disse que tem curso de ladrilhador, feito no Instituto Nacional de Formação Profissional e com as obras de construção de postos de saúde e escolas, ganhou o seu primeiro emprego e tem colocado em prática todos os conhecimentos adquiridos.

Disse estar satisfeito por participar na reconstrução do município e com o salário que ganha “não é muito” mas tem dado suporte para os estudos, mantimentos e apoios à família que depende de si.

Apelou a outros jovens a terem calma e que outras oportunidades virão, mas para tal devem apostar na sua formação académica e técnico profissional, para serem avaliados e seleccionados, evitando comportamentos indecorosos nas comunidades.

Saurimo tem inscrito 20 projectos no âmbito do PIIM, com destaque a postos médicos, escolas, sistemas de captação e  distribuição de águas, reabilitação de quadras desportivas e construção de vias secundárias e terciárias.  

 

 

O responsável teceu essas considerações durante um encontro que manteve com os empreiteiros e fiscais das empreitadas, para avaliar o nível de execução das obras em curso, tendo em conta as fortes pluviosidades que se abatem sobre a região.

Neves Romão afirmou que actualmente as obras em curso estão entre 15 a 20 porcento de execução física, com realce aos postos médicos, escolas, lancis, ruas terciárias e secundárias e quer dos empreiteiros o cumprimento dos prazos contratuais.

Até ao momento, precisou, os valores rondam os mais de dois mil milhões 367 milhões, 360 mil e 384 Kwanzas.

Para as empresas de fiscalização, o administrador municipal, disse ser importante que acompanhem as obras, para que possam ter qualidade desejada e durabilidade.

Emprego

A execução destes projectos permitiu o enquadramento de mais de 500 postos de trabalhos directos e indirectos para os jovens locais, com formação profissional e não só.

Por seu turno, Mário Miúdo (munícipe) disse ter ganho o seu primeiro emprego na obra de construção e reabilitação do campo polidesportivo, na área de soldadura e com o que ganha tem ajudado a pagar os estudos e a compra de alimentação para a família.

Luís Catraio (munícipe) disse que tem curso de ladrilhador, feito no Instituto Nacional de Formação Profissional e com as obras de construção de postos de saúde e escolas, ganhou o seu primeiro emprego e tem colocado em prática todos os conhecimentos adquiridos.

Disse estar satisfeito por participar na reconstrução do município e com o salário que ganha “não é muito” mas tem dado suporte para os estudos, mantimentos e apoios à família que depende de si.

Apelou a outros jovens a terem calma e que outras oportunidades virão, mas para tal devem apostar na sua formação académica e técnico profissional, para serem avaliados e seleccionados, evitando comportamentos indecorosos nas comunidades.

Saurimo tem inscrito 20 projectos no âmbito do PIIM, com destaque a postos médicos, escolas, sistemas de captação e  distribuição de águas, reabilitação de quadras desportivas e construção de vias secundárias e terciárias.