Aldeia do Cafafa ganha tanque de água de 50 mil litros

  • Comandante municipal da Polícia no Cacongo, Simão Chicuma, sensibiliza população a fazer o uso correcto de máscara
Sumbe – A aldeia do Cafafa, cerca de 45 quilómetros da sede comunal do Quicombo, município do Sumbe (Cuanza Sul), ganhou um tanque de água de 50 mil litros, informou hoje, o administrador comunal, Emanuel Nunes Gomes.

A referida aldeia com mais de 700 famílias e acrescida a uma população que periodicamente se instala no local devido a prática de agricultura, percorre 15 quilómetros em busca de água para o consumo.

“ Estamos solidários com esta comunidade e como responsabilidade da administração comunal instalamos, pela primeira vez, um tanque de 50 mil litros e um chafariz de tal formas que deixam de percorrer tal distância em busca do precioso líquido”, disse a ANGOP.

Acrescentou que “ há mais de 40 anos que estão sem um sistema de fornecimento de água”.  

Avançou que periodicamente far-se-á o abastecimento do tanque de maneira que a comunidade tenha sempre o suficiente.

Outro desafio para a administração comunal para aldeia prende-se com a construção de salas de aula para permitir que pelo menos 100 alunos não desistam da escola.

“ Os alunos do ensino primário percorrem 30 quilómetros (ida e volta) para assistir aula na comunidade da Casa Branca e muitos deles não chegam a escola devido a distância, o que tem provocado muitas desistências e reprovações”, disse o responsável.

O ensino primário tem 2.129 alunos e 26 salas de aula.

A comuna do Quicombo tem uma população estimada em mais de 10 mil habitantes.

Angop/Lc

A referida aldeia com mais de 700 famílias e acrescida a uma população que periodicamente se instala no local devido a prática de agricultura, percorre 15 quilómetros em busca de água para o consumo.

“ Estamos solidários com esta comunidade e como responsabilidade da administração comunal instalamos, pela primeira vez, um tanque de 50 mil litros e um chafariz de tal formas que deixam de percorrer tal distância em busca do precioso líquido”, disse a ANGOP.

Acrescentou que “ há mais de 40 anos que estão sem um sistema de fornecimento de água”.  

Avançou que periodicamente far-se-á o abastecimento do tanque de maneira que a comunidade tenha sempre o suficiente.

Outro desafio para a administração comunal para aldeia prende-se com a construção de salas de aula para permitir que pelo menos 100 alunos não desistam da escola.

“ Os alunos do ensino primário percorrem 30 quilómetros (ida e volta) para assistir aula na comunidade da Casa Branca e muitos deles não chegam a escola devido a distância, o que tem provocado muitas desistências e reprovações”, disse o responsável.

O ensino primário tem 2.129 alunos e 26 salas de aula.

A comuna do Quicombo tem uma população estimada em mais de 10 mil habitantes.

Angop/Lc