Kwenda melhora condição social de munícipes

Menongue - Beneficiários do projecto Kwenda no município do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango, estão a aplicar o dinheiro preferencialmente na construção de casas, produção agrícola e pecuária, para melhoria das condições sociais.

O facto foi constatado, esta quarta-feira, pelo administrador adjunto para área económica e financeira, Augusto Rufino, durante visitas a duas aldeias desta localidade, adiantando ter notado mudanças na situação de vida dos munícipes.

Explicou haver famílias, antes em condições lastimáveis de acomodação, que em função do Kwenda deixam de morar em casas de pau e capim, passando para outras feitas de adobe, com cobertura de chapas de zinco, em melhores condições de habitabilidade nesta época de chuva.

Parte dos cidadãos, disse, desenvolve a pesca artesanal e pecuária, aproveitando o produto, além do consumo, para comercialização na região e não só, o que tem melhorado a renda familiar diária, de acordo com o responsável.

Referiu que a administração local continuará a acompanhar a execução do projecto no município, apesar das dificuldades de acesso.

Novecentas e quatro famílias beneficiaram já da primeira e segunda prestações de 25 mil kwanzas cada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O facto foi constatado, esta quarta-feira, pelo administrador adjunto para área económica e financeira, Augusto Rufino, durante visitas a duas aldeias desta localidade, adiantando ter notado mudanças na situação de vida dos munícipes.

Explicou haver famílias, antes em condições lastimáveis de acomodação, que em função do Kwenda deixam de morar em casas de pau e capim, passando para outras feitas de adobe, com cobertura de chapas de zinco, em melhores condições de habitabilidade nesta época de chuva.

Parte dos cidadãos, disse, desenvolve a pesca artesanal e pecuária, aproveitando o produto, além do consumo, para comercialização na região e não só, o que tem melhorado a renda familiar diária, de acordo com o responsável.

Referiu que a administração local continuará a acompanhar a execução do projecto no município, apesar das dificuldades de acesso.

Novecentas e quatro famílias beneficiaram já da primeira e segunda prestações de 25 mil kwanzas cada.