Banco financia projecto da nova cidade de Caxito

Caxito - Um projecto de construção da nova cidade de Caxito, sede capital da província do Bengo, tem um financiamento privado de 300 milhões de dólares, a serem disponibilizados pelo EXIM Bank.

O projecto, que aguarda por aprovação do Titular do Poder Executivo,foi apresentado, nesta sexta-feira, aos membros do Conselho Provincial de Auscultação das Comunidades do Bengo.

O projecto é uma iniciativa do Governo da Província do Bengo que, caso seja aprovado, será implementado numa área de mil hectares, com uma primeira fase de execução de 30 meses.

Na cerimónia da apresentação do projecto, o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas do Bengo, Agostinho da Silva, explicou que a iniciativa prevê a edificação de 7.564 unidades residenciais de baixa e alta renda (isoladas e geminadas).

No projecto, referiu, constam ainda a construção de infra-estruturas hospitalares, escolares, mercados, centro de juventude, bancos comerciais, parque de estacionamento, vias de acesso, centros lúdicos, zonas verdes, entre outros espaços.

Considerado projecto ambicioso por parte do Governo Provincial do Bengo, caso se concretize, a iniciativa poderá ajudar a minimizar os problemas habitacionais na região.

O projecto, que aguarda por aprovação do Titular do Poder Executivo,foi apresentado, nesta sexta-feira, aos membros do Conselho Provincial de Auscultação das Comunidades do Bengo.

O projecto é uma iniciativa do Governo da Província do Bengo que, caso seja aprovado, será implementado numa área de mil hectares, com uma primeira fase de execução de 30 meses.

Na cerimónia da apresentação do projecto, o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas do Bengo, Agostinho da Silva, explicou que a iniciativa prevê a edificação de 7.564 unidades residenciais de baixa e alta renda (isoladas e geminadas).

No projecto, referiu, constam ainda a construção de infra-estruturas hospitalares, escolares, mercados, centro de juventude, bancos comerciais, parque de estacionamento, vias de acesso, centros lúdicos, zonas verdes, entre outros espaços.

Considerado projecto ambicioso por parte do Governo Provincial do Bengo, caso se concretize, a iniciativa poderá ajudar a minimizar os problemas habitacionais na região.