Cidade do Cuito acolhe primeira feira de reciclagem e valorização de resíduos

Cuito- Treze cooperativas vocacionadas na colecta, tratamento e reaproveitamento do lixo participam, desde esta sexta-feira, na primeira feira de reciclagem e valorização de resíduos, na cidade do Cuito, província do Bié.

A primeira feira de reciclagem e valorização de resíduos, que termina neste sábado, é uma iniciativa do Gabinete Provincial do Ambiente.

Aberto pelo governador em exercício do Bié, José Fernando Tchatuvela, o evento, que decorre sob o lema “Restauração do ecossistema”, enquadra-se nas festividades do Dia Internacional do Ambiente, a assinalar-se a 5 de Junho.

Participam do evento, jovens que se dedicam ao fabrico de sabão caseiro, colectores de lixo nas artérias dos municípios do Cuito e Nharêa, comprometidos com a melhoraria do saneamento básico nas comunidades.decorre no Jardim 1º de Maio (centro da cidade).

Em declarações à ANGOP, o jovem José Dias, um dos expositores, apela a necessidade dos cidadãos colocarem cada resíduo nos locais indicados pelas administrações municipais, de modo a facilitar a sua recolha.

Realça, igualmente, a necessidade da população seleccionar o lixo, separando os metais, plástico, vidros, papel e pneus.

Leonilde Quintas, membro da cooperativa Eco Sabão, disse que, em média, produzem diariamente 300 unidades de sabão.

A cooperativa necessita de três milhões de kwanzas para a aquisição da matéria-prima, sobretudo a soda cáustica, de modo a aumentar a produção para perto de mil barras.

O governador em exercício, José Tchatuvela, informou que na cidade do Cuito foram instalados 24 pontos de recolha selectiva do lixo, aconselhando a população o respeito pelas normas da administração local.

Encoraja as cooperativas a serem mais audazes na busca de soluções e contribuírem no desenvolvimento da região.

Na ocasião, foi dissertado uma palestra sobre o tema “ A valorização dos resíduos para um desenvolvimento sustentável”, pelo conferencista Felisberto Chamuanga.

A primeira feira de reciclagem e valorização de resíduos, que termina neste sábado, é uma iniciativa do Gabinete Provincial do Ambiente.

Aberto pelo governador em exercício do Bié, José Fernando Tchatuvela, o evento, que decorre sob o lema “Restauração do ecossistema”, enquadra-se nas festividades do Dia Internacional do Ambiente, a assinalar-se a 5 de Junho.

Participam do evento, jovens que se dedicam ao fabrico de sabão caseiro, colectores de lixo nas artérias dos municípios do Cuito e Nharêa, comprometidos com a melhoraria do saneamento básico nas comunidades.decorre no Jardim 1º de Maio (centro da cidade).

Em declarações à ANGOP, o jovem José Dias, um dos expositores, apela a necessidade dos cidadãos colocarem cada resíduo nos locais indicados pelas administrações municipais, de modo a facilitar a sua recolha.

Realça, igualmente, a necessidade da população seleccionar o lixo, separando os metais, plástico, vidros, papel e pneus.

Leonilde Quintas, membro da cooperativa Eco Sabão, disse que, em média, produzem diariamente 300 unidades de sabão.

A cooperativa necessita de três milhões de kwanzas para a aquisição da matéria-prima, sobretudo a soda cáustica, de modo a aumentar a produção para perto de mil barras.

O governador em exercício, José Tchatuvela, informou que na cidade do Cuito foram instalados 24 pontos de recolha selectiva do lixo, aconselhando a população o respeito pelas normas da administração local.

Encoraja as cooperativas a serem mais audazes na busca de soluções e contribuírem no desenvolvimento da região.

Na ocasião, foi dissertado uma palestra sobre o tema “ A valorização dos resíduos para um desenvolvimento sustentável”, pelo conferencista Felisberto Chamuanga.