Bié lança prémio de jornalismo Edição 2020

Cuito – O Governo do Bié lançou, hoje (quarta-feira), no Cuito, o Prémio Provincial de Jornalismo Edição 2020, com a introdução da categoria de Fotojornalismo, contrariamente as anteriores que abarcaram apenas as de Imprensa, Rádio e Televisão.

O galardão, avaliado em três milhões de kwanzas, visa incentivar e distinguir a criatividade, a investigação jornalística, promover a qualidade e o mérito dos profissionais, elevando a consciência da população, sobretudo o sentido patriótico, de unidade, reconciliação, engajamento nas tarefas de reconstrução e desenvolvimento da província.

Serão apurados os trabalhos publicados entre 14 de Novembro de 2019 a 18 de Dezembro de 2020, sendo que a divulgação e entrega dos prémios está previsto para o dia 27 de Dezembro do corrente ano.

A semelhança da edição anterior, a presente tem também como corpo de jurado os jornalistas Francisco Paulino Dias (Rádio, já reformado) como presidente, Veríssimo Gonçalves (secretário), Martinho Anselmo Canequela (1º vogal), Fernanda Evaristo Pessela (2º vogal) e Aldino Samono (3º vogal).

O vice-governador do Bié para o sector Político, Social e Económico, António Manuel, que presidiu a actividade, encorajou a classe jornalística ao contínuo trabalho para a preservação dos valores inalienáveis da independência nacional, soberania, democracia, tolerância e unidade nacional, mormente na preservação da paz.

Na edição 2019, o prémio esteve avaliado em um milhão e 500 mil Kwanzas e contou com 10 concorrentes. Pela Imprensa venceu o jornalista das Edições Novembro (Jornal de Angola), Matias da Costa, na categoria de Televisão, Edson Viera (TPA), enquanto que na de Rádio arrebatou a jornalista Julina Mango, da Emissora Provincial da Rádio Nacional de Angola (RNA).

Testemunharam o evento, os directores provinciais dos órgãos de Comunicação Social públicos e privados, assim como jornalistas e convidados.

O galardão, avaliado em três milhões de kwanzas, visa incentivar e distinguir a criatividade, a investigação jornalística, promover a qualidade e o mérito dos profissionais, elevando a consciência da população, sobretudo o sentido patriótico, de unidade, reconciliação, engajamento nas tarefas de reconstrução e desenvolvimento da província.

Serão apurados os trabalhos publicados entre 14 de Novembro de 2019 a 18 de Dezembro de 2020, sendo que a divulgação e entrega dos prémios está previsto para o dia 27 de Dezembro do corrente ano.

A semelhança da edição anterior, a presente tem também como corpo de jurado os jornalistas Francisco Paulino Dias (Rádio, já reformado) como presidente, Veríssimo Gonçalves (secretário), Martinho Anselmo Canequela (1º vogal), Fernanda Evaristo Pessela (2º vogal) e Aldino Samono (3º vogal).

O vice-governador do Bié para o sector Político, Social e Económico, António Manuel, que presidiu a actividade, encorajou a classe jornalística ao contínuo trabalho para a preservação dos valores inalienáveis da independência nacional, soberania, democracia, tolerância e unidade nacional, mormente na preservação da paz.

Na edição 2019, o prémio esteve avaliado em um milhão e 500 mil Kwanzas e contou com 10 concorrentes. Pela Imprensa venceu o jornalista das Edições Novembro (Jornal de Angola), Matias da Costa, na categoria de Televisão, Edson Viera (TPA), enquanto que na de Rádio arrebatou a jornalista Julina Mango, da Emissora Provincial da Rádio Nacional de Angola (RNA).

Testemunharam o evento, os directores provinciais dos órgãos de Comunicação Social públicos e privados, assim como jornalistas e convidados.