Carolina Cerqueira pede colaboração da sociedade no processo de recolha de lixo

  • Operadoras recolhem resíduos nas ruas de Luanda
Luanda – A coordenadora da Comissão Multisectorial de apoio ao Governo Provincial de Luanda, Carolina Cerqueira,, encorajou, nesta segunda-feira, os munícipes a colaborarem com as autoridades no processo de recolha de resíduos sólidos, no sentido de se evitar, futuramente, novos focos de lixo na cidade.

Conforme a responsável, que falava à imprensa no final da visita de constatação do processo de recolha em curso nos nove municípios, os munícipes devem ser disciplinados e respeitar as normas básicas do acondicionamento do lixo.

Do seu ponto de vista, é importante que esta mensagem seja passada, em particular, nas igrejas e escolas, para alertar a sociedade da necessidade de depositar o lixo em contentores que estão a ser repostos desde esta segunda-feira.

Carolina Cerqueira afirmou que, apesar dos constrangimentos derivados da actual situação higiénica, o contacto mantido com a população deixa a ideia de que acolheu com agrado a iniciativa da realização da mega campanha de limpeza..

Nesta campanha, que vai decorrer por tempo indeterminado, estão envolvidas 12 empresas de limpeza, apoiadas por efectivos  das Forças Armadas Angolanas e de membros da sociedade civil, entre as quais operadoras com tradição no mercado.

Pretende-se, com esta iniciativa da Comissão Multisectorial, pôr fim aos grandes amontoados de lixo em Luanda, que se agudizaram desde Janeiro último, na sequência da suspensão dos contratos com anteriores operadoras.

Neste primeiro dia, várias toneladas de resíduos já foram recolhidas por Luanda, em particular nos municípios do Cazenga, Luanda, Viana e Kilamba Kiaxi.

De acordo com Carolina Cerqueira, as operadoras antigas que foram convidadas para participar da operação estão a dar o seu contributo a fim de se melhorar a situação de sanidade de Luanda, nos próximos dias.

Sem precisar quantidades, disse que grandes amontoados de resíduos sólidos já foram removidos, de acordo com as informações recebidas no terreno.

Informou que as empresas de construção estão a limpar na preferia da cidade, afirmando que os trabalhos decorrem sem sobressaltos.

Questionada sobre expectativas, disse não existir, pois o importante é trabalhar em colaboração com o Governo Provincial de Luanda (GPL) para, no mais curto espaço de tempo, a cidade fique sem os grandes amontoados de lixo.

Acompanharam a visita de campo, para além da governadora, Joana Lina, os ministros da Saúde, Interior e das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Sílvia Lutucuta, Eugénio Laborinho e Manuel Tavares de Almeida, respectivamente.

Conforme a responsável, que falava à imprensa no final da visita de constatação do processo de recolha em curso nos nove municípios, os munícipes devem ser disciplinados e respeitar as normas básicas do acondicionamento do lixo.

Do seu ponto de vista, é importante que esta mensagem seja passada, em particular, nas igrejas e escolas, para alertar a sociedade da necessidade de depositar o lixo em contentores que estão a ser repostos desde esta segunda-feira.

Carolina Cerqueira afirmou que, apesar dos constrangimentos derivados da actual situação higiénica, o contacto mantido com a população deixa a ideia de que acolheu com agrado a iniciativa da realização da mega campanha de limpeza..

Nesta campanha, que vai decorrer por tempo indeterminado, estão envolvidas 12 empresas de limpeza, apoiadas por efectivos  das Forças Armadas Angolanas e de membros da sociedade civil, entre as quais operadoras com tradição no mercado.

Pretende-se, com esta iniciativa da Comissão Multisectorial, pôr fim aos grandes amontoados de lixo em Luanda, que se agudizaram desde Janeiro último, na sequência da suspensão dos contratos com anteriores operadoras.

Neste primeiro dia, várias toneladas de resíduos já foram recolhidas por Luanda, em particular nos municípios do Cazenga, Luanda, Viana e Kilamba Kiaxi.

De acordo com Carolina Cerqueira, as operadoras antigas que foram convidadas para participar da operação estão a dar o seu contributo a fim de se melhorar a situação de sanidade de Luanda, nos próximos dias.

Sem precisar quantidades, disse que grandes amontoados de resíduos sólidos já foram removidos, de acordo com as informações recebidas no terreno.

Informou que as empresas de construção estão a limpar na preferia da cidade, afirmando que os trabalhos decorrem sem sobressaltos.

Questionada sobre expectativas, disse não existir, pois o importante é trabalhar em colaboração com o Governo Provincial de Luanda (GPL) para, no mais curto espaço de tempo, a cidade fique sem os grandes amontoados de lixo.

Acompanharam a visita de campo, para além da governadora, Joana Lina, os ministros da Saúde, Interior e das Obras Públicas e Ordenamento do Território, Sílvia Lutucuta, Eugénio Laborinho e Manuel Tavares de Almeida, respectivamente.