Cazenga homenageia estudante angolano distinguido na Rússia

Luanda - A administração municipal do Cazenga, em Luanda, homenageou o bolseiro Silva Afonso pelo seu percurso e dedicação durante o curso superior militar na República Federativa da Rússia, onde se formou com mérito.

O estudante, natural do distrito urbano da Kalawenda, rua das Condutas, foi distinguido na Rússia por terminar o curso superior militar com notas excelentes de 20/20 valores em todas as disciplinas, do primeiro ao último ano de formação académica.

No acto de homenagem, que aconteceu na quinta-feira, na Mediateca "Ze-Dú", Silva Afonso, apelidado de " jovem 20/20", disse sentir-se feliz por ser reconhecido pelo município que o viu nascer.

Admitiu que estudar no exterior do país é bastante difícil, por ter outra língua, estar distante de pessoas que ama e familiares, viver em campo universitário maior, mas é preciso não perder o foco.

"Nunca pensei que ao terminar o curso académico fosse ser reconhecido. Tive que me dedicar aos estudos para ter o excelente aproveitamento", concluiu.

O administrador municipal do Cazenga, Tomás Bica Mumbundu, apelou aos jovens da circunscrição a se dedicarem aos estudos, apesar das dificuldades, e vencerem na vida em todas as esferas da sociedade.

Silva Afonso, que escreveu dois trabalhos científicos, foi vencedor de diversas actividades académicas e conquistou o distintivo de atleta militar russo e várias vezes destacado pelo seu bom aproveitamento e boa disciplina militar.

O homenageado recebeu, na Rússia, o título de Mestre das Forças Armadas pelo Instituto Superior Técnico Material da cidade de Volks, pelo seu percurso académico, no dia 18 de Junho de 2021.

Recebeu ainda um diploma vermelho e a medalha de Ouro da União dos veteranos de Angola na Rússia, entregue pelo vice-ministro da Defesa da República Federativa da Rússia, general Alexander Fomin.

Estiveram no acto, entre várias individualidades, Clinton Matias, Jovem Líder mais influente de África, distinguido pela União Europeia.

O estudante, natural do distrito urbano da Kalawenda, rua das Condutas, foi distinguido na Rússia por terminar o curso superior militar com notas excelentes de 20/20 valores em todas as disciplinas, do primeiro ao último ano de formação académica.

No acto de homenagem, que aconteceu na quinta-feira, na Mediateca "Ze-Dú", Silva Afonso, apelidado de " jovem 20/20", disse sentir-se feliz por ser reconhecido pelo município que o viu nascer.

Admitiu que estudar no exterior do país é bastante difícil, por ter outra língua, estar distante de pessoas que ama e familiares, viver em campo universitário maior, mas é preciso não perder o foco.

"Nunca pensei que ao terminar o curso académico fosse ser reconhecido. Tive que me dedicar aos estudos para ter o excelente aproveitamento", concluiu.

O administrador municipal do Cazenga, Tomás Bica Mumbundu, apelou aos jovens da circunscrição a se dedicarem aos estudos, apesar das dificuldades, e vencerem na vida em todas as esferas da sociedade.

Silva Afonso, que escreveu dois trabalhos científicos, foi vencedor de diversas actividades académicas e conquistou o distintivo de atleta militar russo e várias vezes destacado pelo seu bom aproveitamento e boa disciplina militar.

O homenageado recebeu, na Rússia, o título de Mestre das Forças Armadas pelo Instituto Superior Técnico Material da cidade de Volks, pelo seu percurso académico, no dia 18 de Junho de 2021.

Recebeu ainda um diploma vermelho e a medalha de Ouro da União dos veteranos de Angola na Rússia, entregue pelo vice-ministro da Defesa da República Federativa da Rússia, general Alexander Fomin.

Estiveram no acto, entre várias individualidades, Clinton Matias, Jovem Líder mais influente de África, distinguido pela União Europeia.