Chuva corta circulação rodoviária e deixa 700 famílias desalojadas no Dondo

  • Chuva provoca estragos na cidade do Dondo (Cuanza Norte)
Cambambe – Mais de 700 famílias desalojadas e a interrupção da circulação rodoviária entre a cidade do Dondo e o resto do pais é o balanço provisório da chuva da madrugada deste sábado no município de Cambambe, província do Cuanza Norte.

A  chuva provocou a destruição de várias residências, assim como o transbordo e o desabamento  da ponte sobre o rio Cacesse, que atravessa a cidade do Dondo, impossibilitando a circulação de viaturas.  

Centenas de viaturas de passageiros e de mercadorias encontram-se retidas no Dondo, nos dois sentidos.

A chuva provocou também a destruição do dique de contenção e o transbordo do rio Capacala, deixando submersa a zona dois do bairro Cacesse, um dos mais populosos da cidade do Dondo, com mais de 20 mil habitantes.

 Entre as áreas afectadas estão, igualmente, dezenas de instituições públicas e privadas, entre as quais a representação do Instituto Nacional de Segurança Social,  o Magistério Primário do Dondo e  duas agências bancárias.

Segundo o administrador municipal  de Cambambe, Adão Malungo, uma equipa encabeçada pelo governador provincial, Adriano Mendes de Carvalho, encontra-se a trabalhar no local com o objectivo de apurar os danos causados pela chuva.

A  chuva provocou a destruição de várias residências, assim como o transbordo e o desabamento  da ponte sobre o rio Cacesse, que atravessa a cidade do Dondo, impossibilitando a circulação de viaturas.  

Centenas de viaturas de passageiros e de mercadorias encontram-se retidas no Dondo, nos dois sentidos.

A chuva provocou também a destruição do dique de contenção e o transbordo do rio Capacala, deixando submersa a zona dois do bairro Cacesse, um dos mais populosos da cidade do Dondo, com mais de 20 mil habitantes.

 Entre as áreas afectadas estão, igualmente, dezenas de instituições públicas e privadas, entre as quais a representação do Instituto Nacional de Segurança Social,  o Magistério Primário do Dondo e  duas agências bancárias.

Segundo o administrador municipal  de Cambambe, Adão Malungo, uma equipa encabeçada pelo governador provincial, Adriano Mendes de Carvalho, encontra-se a trabalhar no local com o objectivo de apurar os danos causados pela chuva.