Chuva desaloja 600 pessoas na Lunda Norte

Dundo – Seiscentas pessoas ficaram desalojadas em várias localidades da província da Lunda Norte, em consequência da destruição parcial e total de 129 residências, causadas pelas chuvas que se abateram nos últimos quatro meses nesta circunscrição, soube hoje, a ANGOP.

Fazendo um balanço dos danos causados pelas chuvas que se abatem sobre a região, o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Maurício Elalo, informou que as famílias viviam em zonas consideradas de risco, acrescentando que as mesmas já recebem apoios das administrações municipais para reerguerem suas residências em locais seguros.

Neste período, prosseguiu, oito pessoas morreram por descarga atmosférica, 12 por afogamento e cinco outras por suicídios.

O porta-voz aconselhou a população no sentido de optarem pela prevenção, evitando a construção de residências desordenada e em zonas de risco, para salvaguardarem suas vidas.

Aconselhou igualmente a população a evitar grandes concentrações nos rios, sobretudo nesta fase em que regista chuvas com grande intensidade e de forma regular, com vista a se evitar afogamentos.

Fazendo um balanço dos danos causados pelas chuvas que se abatem sobre a região, o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Maurício Elalo, informou que as famílias viviam em zonas consideradas de risco, acrescentando que as mesmas já recebem apoios das administrações municipais para reerguerem suas residências em locais seguros.

Neste período, prosseguiu, oito pessoas morreram por descarga atmosférica, 12 por afogamento e cinco outras por suicídios.

O porta-voz aconselhou a população no sentido de optarem pela prevenção, evitando a construção de residências desordenada e em zonas de risco, para salvaguardarem suas vidas.

Aconselhou igualmente a população a evitar grandes concentrações nos rios, sobretudo nesta fase em que regista chuvas com grande intensidade e de forma regular, com vista a se evitar afogamentos.