Chuva em Luanda causa 14 mortos e oito mil desalojados

  • Consequências das chuvas dificulta mobilidade urbana em Luanda
Luanda - Catorze mortos, dois feridos, mil e 600 residências inundadas e oito mil pessoas desalojadas são os dados provisórios dos danos causados pela chuva que assolou hoje, segunda-feira, a província de Luanda, durante sete horas.

A chuva, que começou às  5h00 da  manhã, danificou pontes, derrubou árvores,  provocou o transbordo de várias bacias de retenção, e  causou, igualmente, avaria de  viaturas, muitas das quais ficaram submersas.

De acordo com o porta-voz do Serviço Nacional de Protecção Civil e  Bombeiros, Faustino Minguês, o Governo Provincial de Luanda (GPL) realizou uma reunião de emergência com os administradores municipais para recolher os dados sobre os prejuízos causados pela chuva nas suas circunscrições.

Faustino Minguês referiu que as  mortes foram, maioritariamente, causadas  por electrocussão e desabafamento de paredes,  nos municípios de Luanda com cinco casos, Cazenga três, Viana, Kilamba Kiaxi e Cacuaco com  duas  mortes cada.

O oficial informou que há previsão de chuvas para os dias  19,  20 e 21 de Abril, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia ( INAMET).

A chuva, que começou às  5h00 da  manhã, danificou pontes, derrubou árvores,  provocou o transbordo de várias bacias de retenção, e  causou, igualmente, avaria de  viaturas, muitas das quais ficaram submersas.

De acordo com o porta-voz do Serviço Nacional de Protecção Civil e  Bombeiros, Faustino Minguês, o Governo Provincial de Luanda (GPL) realizou uma reunião de emergência com os administradores municipais para recolher os dados sobre os prejuízos causados pela chuva nas suas circunscrições.

Faustino Minguês referiu que as  mortes foram, maioritariamente, causadas  por electrocussão e desabafamento de paredes,  nos municípios de Luanda com cinco casos, Cazenga três, Viana, Kilamba Kiaxi e Cacuaco com  duas  mortes cada.

O oficial informou que há previsão de chuvas para os dias  19,  20 e 21 de Abril, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia ( INAMET).