Chuvas inundam mais de 800 residências em Luanda

Luanda – Cerca de 896 residências de vários bairros da província de Luanda ficaram inundadas em consequência das chuvas que caíram, nos ultimas quatro dias, sobre a capital do País.

  Em declarações hoje à ANGOP, o porta-voz da Comissão Provincial de Protecçao Civil, Faustino Mingueis, informou que a chuva afectou 119 famílias, de pelo menos quatro mil e 595 pessoas.

   Os municípios mais afectados foram os de Viana, Talatona, Luanda e Cacuaco.

   Constam ainda do relatório, a inundação de um hospital, um centro de saúde e 23 casas de construção precária parcialmente destruídas nos municípios de Cazenga e Cacuaco.

   As chuvas destruíram ainda uma ponte no bairro do Paraíso, em Cacuaco, causou  transbordo de duas valas de drenagens a céu aberto, no distrito do Zango,em Viana, quebrou duas árvores, no distrito do Kilamba, município de Belas, e na Ingombota. Derrubou dois   postos de iluminação pública na Maianga e na Ingombota, respectivamente.

   Sem vítimas humanas, casou, ainda alagamentos que dificultam a circulação em rodovias e de peões em diferentes bairros.

   Os mais afectados foram os municípios de Viana, Talatona, Kilamba-Kiaxi, Viana e Cacuaco.

  Entretanto, a ANGOP apurou que trabalhos de construção civil estão a ser feitos trabalhos para a drenagem de águas das chuvas, no bloco 2 do Zango-0, em Viana.

  Com mais de sete milhões de habitantes fazem parte da capital do País, os municípios de Luanda, Cazenga, Kilamba-Kiaxi, Belas, Viana, Cacuaco, Talatona, Icolo e Bengo e Quiçama.

  Em declarações hoje à ANGOP, o porta-voz da Comissão Provincial de Protecçao Civil, Faustino Mingueis, informou que a chuva afectou 119 famílias, de pelo menos quatro mil e 595 pessoas.

   Os municípios mais afectados foram os de Viana, Talatona, Luanda e Cacuaco.

   Constam ainda do relatório, a inundação de um hospital, um centro de saúde e 23 casas de construção precária parcialmente destruídas nos municípios de Cazenga e Cacuaco.

   As chuvas destruíram ainda uma ponte no bairro do Paraíso, em Cacuaco, causou  transbordo de duas valas de drenagens a céu aberto, no distrito do Zango,em Viana, quebrou duas árvores, no distrito do Kilamba, município de Belas, e na Ingombota. Derrubou dois   postos de iluminação pública na Maianga e na Ingombota, respectivamente.

   Sem vítimas humanas, casou, ainda alagamentos que dificultam a circulação em rodovias e de peões em diferentes bairros.

   Os mais afectados foram os municípios de Viana, Talatona, Kilamba-Kiaxi, Viana e Cacuaco.

  Entretanto, a ANGOP apurou que trabalhos de construção civil estão a ser feitos trabalhos para a drenagem de águas das chuvas, no bloco 2 do Zango-0, em Viana.

  Com mais de sete milhões de habitantes fazem parte da capital do País, os municípios de Luanda, Cazenga, Kilamba-Kiaxi, Belas, Viana, Cacuaco, Talatona, Icolo e Bengo e Quiçama.