Concluído projecto de travessia de conduta da EPAL em Viana

  • Uma das artérias da província de Luanda
Luanda - A EPAL concluiu o projecto de travessia das duas condutas na Avenida Fidel Castro, no distrito urbano do Kikuxi, município de Viana, o que viabilizará a melhoria da capacidade de produção e distribuição de água em Luanda.

Em nota enviada sábado à ANGOP, a Empresa Pública de Água de Luanda (EPAL) informa que os trabalhos, iniciados a 18 de Dezembro de 2020, serviram igualmente para a adução de água bruta, com auxílio de uma inovadora tecnologia denominada “pipe Jacking”, sem o corte da estrada, uma operação que teve a duração de 12 dias.

O trabalho efectuado proporciona a travessia das duas condutas de diâmetro nominal de 1.400 milímetros, na via expressa, que é bastante concorrida em termos de tráfego.

A EPAL refere que foi necessária a utilização de cálculos precisos para que futuramente não ocorram constrangimentos, tendo sido feita uma escavação numa profundidade de 3,5 metros, estando as duas condutas separadas em quatro metros, eliminando todo o tipo de eventuais riscos.

A reparação vai permitir o aumento dos níveis de adução de água bruta da estação de bombagem do Kassaque, saindo dos actuais 2,6 para 5,6 metros cúbicos de água por segundo, para abastecer as estações do Kikuxi, Luanda Sul e Sudeste.

 

Em nota enviada sábado à ANGOP, a Empresa Pública de Água de Luanda (EPAL) informa que os trabalhos, iniciados a 18 de Dezembro de 2020, serviram igualmente para a adução de água bruta, com auxílio de uma inovadora tecnologia denominada “pipe Jacking”, sem o corte da estrada, uma operação que teve a duração de 12 dias.

O trabalho efectuado proporciona a travessia das duas condutas de diâmetro nominal de 1.400 milímetros, na via expressa, que é bastante concorrida em termos de tráfego.

A EPAL refere que foi necessária a utilização de cálculos precisos para que futuramente não ocorram constrangimentos, tendo sido feita uma escavação numa profundidade de 3,5 metros, estando as duas condutas separadas em quatro metros, eliminando todo o tipo de eventuais riscos.

A reparação vai permitir o aumento dos níveis de adução de água bruta da estação de bombagem do Kassaque, saindo dos actuais 2,6 para 5,6 metros cúbicos de água por segundo, para abastecer as estações do Kikuxi, Luanda Sul e Sudeste.