Conselheiros recomendam construção de estradas no Moxico

Luena – Os membros do conselho de auscultação da comunidade, na província do Moxico, recomendar, esta sexta-feira, a construção de estradas que liga a cidade do Luena com as vilas sedes dos municípios, para estimular o desenvolvimento na região.

Na província do Moxico, apenas 576 quilómetros, dos três mil e 477 quilómetros que compõem a malha rodoviária da região encontram-se asfaltados, sendo que, dos nove municípios, apenas um (Camanongue) está ligado por estrada eslfatada.

Cenário idêntico vive-se entre as vizinhas províncias da Lunda Sul, a Norte, e a Oeste, com o Bié.

“Não há desenvolvimento sem estradas, precisamos de compreender urgentemente a necessidade de se melhorar as vias de comunicação” disse o secretário provincial adjunto da UNITA, Miguel Admuti, opinião partilhada pelo regedor Linha, do município do Leua, que dista a 62 quilómetros do Luena.

Os conselheiros, que estiveram reunidos na sua 1ª sessão ordinária, sob orientação do governador provincial, Gonçalves Muandumba, solicitaram, de igual modo, maior divulgação dos projectos do Plano Integrado de Intervenção nos municípios (PIIM), em curso na região. 

Em nota, os membros deste órgão consultivo do governador apelaram maior transparência na execução dos projectos do PIIM, por parte dos gestores públicos e fiscais de obras, de modo a se salvaguardar a qualidade exigida. 

A província do Moxico tem em carteira 116 projectos, avaliados em 22 mil milhões de kwanzas, dos quais 106 já estão a beneficiar de execução física, sendo que até ao momento já foram aplicados mais de cinco mil milhões e quinhentos milhões de kwanzas nas obras.

Os conselheiros defenderam o reforço da segurança pública na região, tendo, por outro lado, reconhecido a melhoria na distribuição da água da rede pública no centro e bairros periféricos do Luena, bem como o projecto de expansão de corrente eléctrica.

Em resposta, o governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, disse que o problema de vias de comunicação é uma situação que continua a preocupar o governo local, mas a sua concretização tem sido condicionada devido a insuficiência de verbas.

Gonçalves Muandumba avançou que no âmbito do PIIM vai se transferir alguns projectos de terraplanagem previstos em algumas localidades da província, para se melhorar o estado das vias de alguns bairros periféricos da cidade do Luena.

Recomendou às administrações municipais a prestar regularmente informações sobre o andamento dos projectos do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios, de modo que a população tenha conhecimento.

Na província do Moxico, apenas 576 quilómetros, dos três mil e 477 quilómetros que compõem a malha rodoviária da região encontram-se asfaltados, sendo que, dos nove municípios, apenas um (Camanongue) está ligado por estrada eslfatada.

Cenário idêntico vive-se entre as vizinhas províncias da Lunda Sul, a Norte, e a Oeste, com o Bié.

“Não há desenvolvimento sem estradas, precisamos de compreender urgentemente a necessidade de se melhorar as vias de comunicação” disse o secretário provincial adjunto da UNITA, Miguel Admuti, opinião partilhada pelo regedor Linha, do município do Leua, que dista a 62 quilómetros do Luena.

Os conselheiros, que estiveram reunidos na sua 1ª sessão ordinária, sob orientação do governador provincial, Gonçalves Muandumba, solicitaram, de igual modo, maior divulgação dos projectos do Plano Integrado de Intervenção nos municípios (PIIM), em curso na região. 

Em nota, os membros deste órgão consultivo do governador apelaram maior transparência na execução dos projectos do PIIM, por parte dos gestores públicos e fiscais de obras, de modo a se salvaguardar a qualidade exigida. 

A província do Moxico tem em carteira 116 projectos, avaliados em 22 mil milhões de kwanzas, dos quais 106 já estão a beneficiar de execução física, sendo que até ao momento já foram aplicados mais de cinco mil milhões e quinhentos milhões de kwanzas nas obras.

Os conselheiros defenderam o reforço da segurança pública na região, tendo, por outro lado, reconhecido a melhoria na distribuição da água da rede pública no centro e bairros periféricos do Luena, bem como o projecto de expansão de corrente eléctrica.

Em resposta, o governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba, disse que o problema de vias de comunicação é uma situação que continua a preocupar o governo local, mas a sua concretização tem sido condicionada devido a insuficiência de verbas.

Gonçalves Muandumba avançou que no âmbito do PIIM vai se transferir alguns projectos de terraplanagem previstos em algumas localidades da província, para se melhorar o estado das vias de alguns bairros periféricos da cidade do Luena.

Recomendou às administrações municipais a prestar regularmente informações sobre o andamento dos projectos do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios, de modo que a população tenha conhecimento.