Corpo de padre transladado para Colômbia

  • Dom Filomeno Vieira Dias,  Arcebispo de Luanda
Luanda – Os restos mortais do padre Manuel Veiga, de nacionalidade colombiana, assassinado a 7 do corrente mês, no município de Viana, em Luanda, seguem esta noite para a sua terra natal, onde serão sepultado domingo próximo.

Antes de seguir para o aeroporto internacional "4 de Fevereiro", foi rezada uma missa de corpo presente na Sé Catedral da Diocese de Viana, no período da manhã, celebrada pelo presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) e Arcebispo de Luanda, Dom Filomeno Vieira Dias.

De acordo com o prelado, o falecido sempre procurou salvaguardar os interesses dos cidadãos durante a sua missão pastoral em Angola, que durou quatro anos, até a data da sua morte.

Durante a missa foi lida uma mensagem do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, que lamentou o triste acontecimento.

Marcaram presença na cerimónia, o administrador municipal de Viana, Manuel Pimentel, para além de sacerdotes provenientes das dioceses de Luanda, Viana, Caxito, N’Dalatando e Sumbe, bem como fiéis de várias paróquias que exprimiram palavras de consternação.

O malogrado vigário da paróquia da Santíssima Trindade, pertenceu aos Missionários Xaverianos de Yarumal e foi ordenado sacerdote a 3 de Dezembro de 2015, na Colômbia.

Antes de seguir para o aeroporto internacional "4 de Fevereiro", foi rezada uma missa de corpo presente na Sé Catedral da Diocese de Viana, no período da manhã, celebrada pelo presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) e Arcebispo de Luanda, Dom Filomeno Vieira Dias.

De acordo com o prelado, o falecido sempre procurou salvaguardar os interesses dos cidadãos durante a sua missão pastoral em Angola, que durou quatro anos, até a data da sua morte.

Durante a missa foi lida uma mensagem do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, que lamentou o triste acontecimento.

Marcaram presença na cerimónia, o administrador municipal de Viana, Manuel Pimentel, para além de sacerdotes provenientes das dioceses de Luanda, Viana, Caxito, N’Dalatando e Sumbe, bem como fiéis de várias paróquias que exprimiram palavras de consternação.

O malogrado vigário da paróquia da Santíssima Trindade, pertenceu aos Missionários Xaverianos de Yarumal e foi ordenado sacerdote a 3 de Dezembro de 2015, na Colômbia.