Huambo com mais de duas mil pessoas vacinadas

  • Vacinação contra a Covid-19
Huambo – Duas mil 358 pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19, na província do Huambo, nos primeiros dias da campanha iniciada na última quarta-feira.

Para esta região do planalto central, com dois milhões, 557 mil e oito habitantes, foram disponibilizadas 38 mil doses, para a primeira fase da campanha, com o engajamento de 208 técnicos, para vacinar pessoas dos grupos de risco.

De acordo com o supervisor provincial da campanha no Huambo, Isaac André Cassenje, que prestou informações à ANGOP, estão a ser vacinados técnicos de saúde, professores, idosos, efectivos das Forças Armadas Angolanas e da Polícia Nacional.

O responsável referiu que o nível de organização das equipas e a mobilização dos grupos alvo está a contribuir, significativamente, na aderência massiva dos cidadãos ao único posto de vacinação, tendo por isso considerado de positivo o balanço dos primeiros dois dias da campanha na província.

Segundo a fonte, há cada vez mais interesse dos cidadãos em apanhar a vacina, devido a elevada consciência sobre a importância da mesma na protecção contra a doença, de modo a se evitar perdas de vidas humanas.

Neste contexto, espera-se nos próximos dias a concretização da realização de três mil testes diários, segundo a capacidade instalada no posto de vacinação, referiu.

Isaac André Cassenje descartou, até ao momento, qualquer caso de efeito colateral no universo das pessoas já vacinadas, assegurando, no entanto, que as equipas especializadas continuam a pesquisar.

O supervisor informou ainda que o Gabinete Provincial da Saúde está a trabalhar com as administrações municipais, com o objectivo de garantir a deslocação das equipas de vacinação destas localidades, a fim de imunizar cidadãos maiores de 65 anos de idade e com outras comorbilidades.

A província do Huambo tem registados, desde o início da pandemia no país, em Março de 2020, um total de  859 casos, dos quais 817 recuperados, 28 óbitos e 14 activos.

Para esta região do planalto central, com dois milhões, 557 mil e oito habitantes, foram disponibilizadas 38 mil doses, para a primeira fase da campanha, com o engajamento de 208 técnicos, para vacinar pessoas dos grupos de risco.

De acordo com o supervisor provincial da campanha no Huambo, Isaac André Cassenje, que prestou informações à ANGOP, estão a ser vacinados técnicos de saúde, professores, idosos, efectivos das Forças Armadas Angolanas e da Polícia Nacional.

O responsável referiu que o nível de organização das equipas e a mobilização dos grupos alvo está a contribuir, significativamente, na aderência massiva dos cidadãos ao único posto de vacinação, tendo por isso considerado de positivo o balanço dos primeiros dois dias da campanha na província.

Segundo a fonte, há cada vez mais interesse dos cidadãos em apanhar a vacina, devido a elevada consciência sobre a importância da mesma na protecção contra a doença, de modo a se evitar perdas de vidas humanas.

Neste contexto, espera-se nos próximos dias a concretização da realização de três mil testes diários, segundo a capacidade instalada no posto de vacinação, referiu.

Isaac André Cassenje descartou, até ao momento, qualquer caso de efeito colateral no universo das pessoas já vacinadas, assegurando, no entanto, que as equipas especializadas continuam a pesquisar.

O supervisor informou ainda que o Gabinete Provincial da Saúde está a trabalhar com as administrações municipais, com o objectivo de garantir a deslocação das equipas de vacinação destas localidades, a fim de imunizar cidadãos maiores de 65 anos de idade e com outras comorbilidades.

A província do Huambo tem registados, desde o início da pandemia no país, em Março de 2020, um total de  859 casos, dos quais 817 recuperados, 28 óbitos e 14 activos.